Home  >  Segurança

Consumidores não querem comprar de marcas que extrapolam uso de dados

Pesquisa da Accenture aponta que 69% dos respondentes se negariam a consumir produtos ou serviços de quem utiliza seus dados de forma invasiva

Da Redação

20/11/2019 às 18h00

Foto: Shutterstock

O Consumer Pulse 2019, estudo realizado sobre estratégias para uso responsável e respeitoso de dados de usuários e clientes, realizado pela Accenture Interactive, identificou que 69% dos consumidores abandonariam as marcas, caso descobrissem que a empresa usa seus dados de forma invasiva para produção de anúncios.  

O relatório também apontou que cerca de 73% dos consumidores entrevistados afirmaram estar dispostos a compartilhar informações pessoais caso as marcas fossem transparentes com relação ao uso desses dados. Em comparação com o estudo do ano passado, esse número cresceu 5%, sendo 68% em 2018. 

Outro dado relevante é mais de 71% dos entrevistados afirmaram que já passaram por situações onde uma marca se comunicou de forma excessivamente pessoal, dando a impressão que a marca possui informações sobre sua família além de dados sigilosos, sem que esses dados tenham sido fornecidos pelo consumidor. 

"As pessoas não querem ser reconhecidas por um estranho na rua e o mesmo se aplica ao mundo digital. As marcas que estão pensando à frente estão encontrando formas de se comportarem cada vez mais humanas, sem deixar de lado a empatia e a ética”, afirma Scott Tieman, líder global para Programmatic Services na Accenture Interactive. 

Equilíbrio, sempre ele 

Por mais que as pessoas queiram que as marcas entendam suas necessidades (87% dos consumidores disseram que é importante comprar de uma marca ou varejista que "entende quem eu sou de verdade”), 75% dos consumidores afirmaram não estar confortáveis com a coleta de dados realizada por microfone de dispositivos ou assistentes de voz. 

Além disso, quase 30% dos consumidores conhecem uma marca que foi "longe demais" e 69% desses consumidores deixariam de fazer negócios ou repensariam seu relacionamento com uma marca pelo mesmo motivo. 

Glen Hartman, diretor de marketing digital na Accenture Interactive, possui uma visão mais otimista. "A boa notícia é que existe uma oportunidade enorme para as marcas que buscam uma abordagem respeitosa aos dados combinada à criação de experiências de consumidor relevantes, enquanto constroem a confiança e conexão emocional que os consumidores buscam”. 

Para chegar aos resultados divulgados, a 'Interactive' entrevistou mais de 8 mil consumidores de diversos países como Alemanha, Canadá, Espanha, EUA, França, Itália, Reino Unido e Suécia, com objetivo de compreender as experiências e preferências em relação a anúncios digitais.