Home  >  Negócios

Procura-se um novo CEO: WeWork estaria em busca de contratar CEO da T-Mobile

Dupla de CEOs do WeWork, Artie Minson e Sebastian Gunningham, pode ser substituída por John Legere, CEO da T-Mobile

Da Redação

13/11/2019 às 15h40

Foto: Shutterstock

Na última segunda-feira (11), fontes do The Wall Street Journal afirmaram que a WeWork iniciou a sua busca por um novo CEO. De acordo com a reportagem, após a saída do cofundador Adam Neumann, a companhia deseja reverter a crise financeira, e para isso precisará de um líder experiente.

Os atuais CEOs da WeWork, Artie Minson e Sebastian Gunningham, assumiram a posição em setembro deste ano, mas pessoas familiarizadas com o assunto indicam que o SoftBank, agora proprietário majoritário da empresa, pretende fazer uma nova mudança.

Segundo a Reuters, a WeWork já está estabelecendo contato com diversos potenciais candidatos ao cargo, incluindo John Legere, CEO da operadora de telefonia móvel norte-americana T-Mobile. Vale destacar, no entanto, que as supostas negociações entre Legere e a WeWork podem representar conflito, já que o executivo está tentando renegociar a fusão de US$ 26 bilhões da T-Mobile e a Sprint Corp com o SoftBank.

Plano de recuperação

No mês passado, o SoftBank investiu cerca de US$ 10 bilhões para assumir o controle da WeWork, resgatando a empresa de uma possível falência depois do cancelamento da sua oferta pública inicial (IPO), o que também levou à saída de Neumann.

O ex-CEO, que atraiu críticas pelo seu estilo de gestão, foi substituído por Minson e Gunningham, mas as especulações afirmam que a dupla pode ser considerada apenas uma solução temporária.

Para a recuperação da empresa, o SoftBank pretende retomar o foco no compartilhamento de escritórios. Caso seja confirmada, a medida afastará a companhia das demais atividades iniciadas por Neumann, incluindo a The Wing, Wave Garden, SpaceIQ e Conductor.