Home  >  Negócios

Grandes empresas deveriam ter taxação global, diz comissária da UE

Margrethe Vestager encerrou o Web Summit e cobrou o cumprimento de regulações nas campanhas políticas no mundo virtual

Bruno Guedes, de Lisboa

08/11/2019 às 12h05

Foto: Divulgação Web Summit

Uma das mulheres mais influentes da política na regulação do mercado de inovação, a comissária da União Europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager, defendeu na quinta-feira (7) durante o Web Summit, em Lisboa, a taxação de gigantes da tecnologia em âmbito global.

Margrethe se refere a companhias como Facebook, Google e Apple, de alcance mundial, a quem já criticou publicamente diversas vezes por práticas contra o livre mercado.

Na palestra que fechou o Web Summit, no palco central do evento, a comissária também disse que gostaria de ver a aplicação das leis em campanhas políticas no universo virtual. “A propaganda política tem regulação clara no mundo real. Porque não pode ser igual na internet? Corremos o risco de arruinar a democracia conquistada”.

Margrethe disse que inovações como a inteligência artificial são fascinantes na medida em que podem mudar a vida das pessoas porque a tecnologia só faz sentido se servir ao ser humano, e não puramente a interesses econômicos das grandes empresas.

“Presenciamos grandes avanços tecnológicos na atualidade mas não vemos uma mudança de valores em que prevaleça igualdade, fraternidade, dignidade”, disparou ela. “Parte da minha missão como comissária da União Européia é construir a confiança necessária das pessoas na tecnologia”, concluiu.

 

Tags