Home  >  Negócios

AT&T é multada em US$ 60 milhões por vender plano de dados ‘ilimitado’

Plano de dados vendido era, na verdade, limitado. É a terceira vez que operadora é multada nos EUA

Da Redação

07/11/2019 às 16h00

AT&T
Foto: Shutterstock

A Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC) multou na terça-feira (05) a operadora AT&T em US$ 60 milhões, alegando que a empresa mentiu para seus clientes ao oferecer um plano de dados “ilimitado”, mas que, na realidade, era limitado. As informações são do The Verge.

De acordo com o portal, a multa será usada no “reembolso parcial” de alguns usuários que eram clientes do banco de dados “ilimitado” desde antes de 2011, ano qual a empresa começou a limitar o uso de dados do plano mencionado.

“Se a AT&T anuncia um plano de dados como ilimitado, mas pode diminuir a velocidade depois que os consumidores atingem um determinado limite de dados, a AT&T deve divulgar de forma proeminente e clara essas restrições”, disse um porta-voz da Comissão Federal de Comércio dos EUA.

Essa não é a primeira vez que a AT&T é acusada de oferecer planos enganosos. Em 2014 a empresa foi acusada de enganar consumidores na venda de planos de dados pelo mesmo órgão regulador americano.

A presidente do FTC na época, Edith Ramirez explica que ilimitado realmente deve significar ilimitado. “A AT&T prometeu aos seus clientes dados 'ilimitados' e, em muitos casos, não cumpriu essa promessa”, disse Ramirez em 2014.

Já em 2015, a AT&T foi novamente multada, mas dessa vez pela Comissão Federal de Comunicações (FCC) em US$ 100 milhões. A comissão alega que daquela vez a empresa praticou marketing enganoso ao anunciar plano de dados.

"A AT&T prometeu dados ilimitados, sem qualificação, e não cumpriu essa promessa... Embora pareça óbvio, vale a pena repetir que os provedores de Internet devem informar as pessoas sobre quaisquer restrições à velocidade ou quantidade de dados prometidos", disse Andrew Smith, diretor de proteção ao consumidor da FTC em comunicado.