Home  >  Inovação

Huawei lista 10 tecnologias do futuro que estarão na nossa vida em 2025

Estudo da fabricante aponta serviços e produtos que terão adesão em massa nos próximos anos; saiba quais têm mais chances de chegar primeiro ao Brasil

Mônica Wanderley

06/11/2019 às 14h00

Foto: Shutterstock

Como tecnologias como robótica, inteligência artificial e veículos autônomos estarão presentes na nossa vida em um futuro não muito distante? Para tentar responder a essa pergunta, a Huawei publicou um estudo no qual analisou como algumas dessas aplicações são utilizadas nos ias de hoje e como elas poderão ser integradas já em 2025. 

A pesquisa, chamada Global Industry Vision (que pode ser acessada aqui), já era feita pela empresa há quatro anos, mas com o objetivo de avaliar o desenvolvimento de TI e Telecom em alguns países. Mas, nesse ano, a empresa decidiu mudar o tema de análise e focar em análises futuristas, porém apoiadas com projeções da indústria. De todos os temas estudados, surgiram 10 tópicos que serão mais relevantes. 

Em um encontro com jornalistas, a empresa apresentou os principais conceitos de cada uma das tendências e de quais formas elas serão integradas dentro da nossa realidade. Olha só:

 

 1) Vivendo com robôs 

Essa tendência já começou se pensarmos que objetos como o aspirador Roomba e a assistente virtual Alexa já fazem parte da nossa vida. Mas a percepção do estudo é a de que, nos próximos anos, a robótica seja capaz de criar produtos mais sofisticados. 

O estudo aponta que, em 2025, 14% das famílias terão ao menos um assistente de lata para chamar de seu e que, em clínicas de repouso, existirão ao menos 10 robôs por clínica para auxiliar na tarefa de cuidar e entreter os mais velhos — nos países participantes do G8, vale ressaltar. 

 

2)  Supervisão 

O conceito desse tópico é o uso de tecnologias que ajude a ampliar nossa capacidade de visão. Seja pelo auxílio de ferramentas de realidade virtual ou pelo uso de drones para fazer o monitoramento de colheitas. 

O estudo aponta que, em 2025, 337 milhões de pessoas usarão realidade virtual ou aumentada e a tecnologia estará presente na rotina de 10% das empresas, seja para treinamentos ou execução de atividades. 

 

3)  Zero Busca 

O termo diz respeito ao fato de que, com mais informações sobre nossos hábitos e preferências, os sistemas de anúncios e busca serão configurados para apresentar os dados que a gente precisa assim que realizarmos uma consulta, sem a necessidade de olhar por várias páginas ou sites em busca da melhor opção. 

Essa tendência também aponta um número cada vez maior do uso da voz para a realização de diferentes funções. No futuro, é provável que usemos muito mais os comandos de voz do que de toque para realizar funções como fazer ligações, pagar contas ou ativar aplicativos. 

Segundo prevê o estudo da Huawei, a adoção de assistentes pessoais já estará presente na vida de 90% da população que possuir um dispositivo móvel. Ao mesmo tempo, 6,2 bilhões de pessoas terão acesso à internet  atualmente, a estimativa está em 3,5 bilhões. 

4) Ruas customizadas  

O mundo dos carros autônomos estará bem mais presente na nossa vida. Apesar de, em 2025, esses equipamentos necessitarem conviver com os modelos “vintage”, tecnologias como 5G e Wifi-6 vão possibilitar que eles trafeguem em ruas de uma forma que não é possível hoje em dia. 

Com mais tecnologia no trânsito, a tendência é que exista um maior controle no gerenciamento do trânsito, que tende a ocorrer de forma mais fluída. Não quer dizer que não teremos engarrafamentos, mas que eles acontecerão de forma mais rara ou com menos tempo de espera do que agora.  

Nos países mais desenvolvidos, a expectativa é a de que 15% de veículos vão estar autônomos daqui a seis anos. 

 

5) Trabalhando com robôs 

Enquanto o tópico 1 era mais voltado para como os robôs irão nos auxiliar em tarefas domésticas ou assumir uma função similar com a de “damas de companhia”, o quinto aspecto está relacionado com o uso dessa tecnologia dentro do mercado de trabalho, especialmente em ambientes perigosos. 

De acordo com o estudo, equipamentos autônomos serão usados principalmente para operar em ambientes insalubres (como plataformas de petróleo ou mineradoras), na condução de tarefas repetitivas ou quando para operações de alta precisão, como cirurgias neurológicas. 

Em 2025, a estimativa é de que vão existir 103 robôs para cada 10 mil funcionários. 

 

6)  Criatividade aumentada com Inteligência Artificial 

Em 2025, a grande quantidade de dados armazenados em conjunto com modelos de machine learning e IA ajudarão a otimizar pesquisas, já que os sistemas apresentarão as hipóteses mais ou menos prováveis para a criação de novos remédios ou produtos químicos, por exemplo. 

O uso de tecnologias inteligentes também aumentará a eficiência dos sistemas que identificam possíveis plágios e a incentivar produções originais. Nessa época, espera-se que 97% das grandes companhias utilizarão algum tipo de IA. 

7) Comunicação sem atrito 

Esse tópico abrange tanto novos formatos de comunicação que serão adotados pelas empresas, que farão uso dos dados de comportamento do consumidor para analisar gostos e preferências dos clientes, como tecnologias que permitam pessoas de diferentes nacionalidades se comunicarem ou mesmo IAs que ajudem a explicar instruções médicas para as pessoas. 

A expectativa é que 100 bilhões de dispositivos estejam conectados no mundo e que as empresas façam uso eficiente de 86% dos dados coletados. 

 

8) Economia simbiótica 

As tecnologias serão utilizadas para promoção de parcerias e luta de causas como inclusão e sustentabilidade. No quesito inclusão, a ideia é a adoção de iniciativas que levem conexão de internet para regiões mais remotas do mundo. Já quando se fala sobre sustentabilidade a aplicação de ferramentas como internet e smartphones contribuirá para a preservação do meio ambiente. 

Em 2025, 100% das companhias utilizarão algum tipo de tecnologia e 97% das empresas de grande porte utilizarão inteligência artificial no processo de vendas, operações ou gestão de processos. 

 

9) Implementação rápida do 5G

Conexão máxima, alta banda larga e baixa latência (ou atraso da conexão) farão com que a tecnologia ultrarrápida se expanda em diversas partes do mundo e por vários segmentos, como transportes, serviços e aplicações, oferecendo níveis inéditos de experiências. 

A projeção é de que 2.8 bilhões de pessoas usando 5g em 2025 e que 6.5 milhões de rádio base de 5G no mundo. Outro dado relevante é o de que 58% do mundo estará conectado via 5G. 

 

10) Governança digital global  

Legislações como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) estarão mais presentes em nossas vidas pois, com o intenso ritmo de coleta e análise de dados, governos precisarão de mais regulações para garantir que os cidadãos tenham seus direitos e privacidades garantidos. 

Daqui a seis anos, 180 zettabytes de dados produzidos anualmente no mundo. Um zettabyte equivale a mais de 1 milhão de terabytes. 

 

E quais dessas tecnologias podem chegar primeiro no país? 

Para Júlio Sgarbi, diretor de Consultoria da Huawei Brasil, a probabilidade é que as tecnologias relacionadas com o tópico 2, relacionado com o uso de ferramentas que ampliem nossa capacidade de vista. “O Brasil está começando a fazer [uso de tecnologias para] monitoramento e manutenções sem ter que colocar o humano na operação, usando mais realidade virtual do que aumentada.” 

Outro tópico que está mais passível de ser implementado de larga escala é o 5 (Trabalhando com robôs).  Na percepção de Sgarbi, o último conceito que deve ser implementado no país é o 4 (Ruas conectadas), devido à complexidade tecnológica necessária para colocar essas ferramentas na vida real.