Home  >  Carreira

Como se demitir e deixar as portas abertas na antiga empresa

Esse momento ainda é visto como tabu tanto pela empresa como pelos empregados, mas é possível adotar atitudes que tornem esse momento mais fácil

Da Redação

03/11/2019 às 13h00

Foto: Shutterstock

Não é preciso muita experiência profissional para entender por que é importante sair de uma empresa mantendo o respeito e profissionalismo: quando o processo de desligamento ocorre de forma respeitosa e profissional, o empregado consegue manter sua reputação dentro daquele ambiente de trabalho e pode, no futuro, ser considerado para outro cargo. 

Porém, como esse momento ainda é visto como tabu em muitas empresas, não bem comuns os casos em que as pessoas ficam em dúvida sobre qual tipo de atitude adotar e o que elas podem ou não fazer durante esse período de transição. 

A consultoria de recrutamento Robert Walters listou algumas atitudes que podem ser adotadas para tornar esse momento mais fácil todas as partes. Confira:

 

Siga as regras de demissão da sua empresa 

Verifique seu contrato de trabalho para saber mais sobre o período de aviso esperado. É uma cortesia profissional honrar essas diretrizes, e não são apenas boas maneiras; seus benefícios de rescisão podem depender disso. Não importa o quanto o seu novo empregador esteja pressionando você a começar o mais rápido possível, você tem um compromisso com a sua empresa atual que deve ser cumprido. 

Se seu novo trabalho for com um concorrente, verifique se você não está quebrando seu contrato aceitando a posição. Se você decidir avançar com o novo trabalho, apesar de quaisquer limites contratuais, esteja preparado para ser solicitado a deixar as instalações do seu trabalho atual imediatamente. 

 

Se demita pessoalmente 

Sempre avise pessoalmente e, caso seja necessário, faça uma carta de próprio punho formalizando o pedido. Nunca peça demissão por e-mail, pois isso pode ser visto como um ato altamente desrespeitoso.

Nos casos em que o emprego se dá de forma remota, vale agendar uma videoconferência com o seu superior direto.

 

Seja gentil 

Durante sua reunião de demissão, aproveite a oportunidade para agradecer ao seu chefe pela experiência e pela oportunidade que teve em seu emprego atual. Vale destacar alguma competência ou traço de comportamento que o tempo passado no local te ajudou a desenvolver.

 

Mantenha a positividade 

Nunca reclame com colegas de trabalho sobre sua insatisfação no trabalho. Nunca critique seu emprego ou chefes atuais durante uma entrevista com um possível empregador. Também evite falar mal seu trabalho nas mídias sociais.

Se alguém te perguntar por que você está indo embora, a resposta ideal seria "para uma oportunidade melhor". Se você não tiver outro emprego alinhado, talvez tenha que ser mais honesto, mas sempre de forma profissional: "Este não é o ambiente certo para mim” soa muito melhor do que "eu odeio meus colegas de trabalho!" 

Mesmo em casos em que a saída é causa por conta de um ambiente tóxico (caso no qual é extremamente válido pontuar o motivo que levou à demissão), é importante que as informações sejam transmitidas de forma clara e objetiva.

“Sua demissão deve ser curta e direta. Tenha certeza de sua decisão, mas seja grato pelas oportunidades que você teve‘’ explica Kevin Gibson, CEO Latam da Robert Walters.  

 

Garanta boas recomendações 

Peça recomendações antes de partir. Se você já tem um trabalho alinhado, isso pode não parecer necessário, mas é sempre bom ter contatos em seus trabalhos anteriores caso um dia você precise de recomendações. 

Diferente das décadas passadas, é muito comum mudar de trabalho a cada cinco anos, a fim de manter a experiência nova e o aprendizado vivo, por isso saber como lidar profissionalmente com uma transição de trabalho é uma habilidade extremamente valiosa.