Home  >  Negócios

Oi quer investir em 5G e diminuir esforços para TV via satélite

Durante fala na Futurecom, o COO Rodrigo Abreu confirmou interesse da empresa em investir nas frequências de 5G e 700MHz

Da Redação

01/11/2019 às 8h00

Foto: Shutterstock

Apesar de o setor de telefonia móvel ser a operação na qual a empresa ocupa menos participação de mercado, a Oi comunicou nesta quarta (30) que deseja investir nesse setor tendo em vista o próximo padrão de conectividade.

Durante a Futurecom, feira de telecomunicações que acontece em São Paulo, o Diretor de Operações (COO) Rodrigo Abreu afirmou que a empresa planeja comprar frequências 5G e as frequências de 700MHz que ainda estão disponíveis. A Oi não participou do primeiro leilão, ocorrido em 2014, por conta de problemas financeiros.

De acordo com o COO, o leilão para a frequência 700 MHz deva acontece no segundo semestre de 2020, o que dará mais tempo para que operadoras e provedores se preparem para a nova conexão. Já para o 5G, que será usado primeiramente na banda larga, a Oi teria preferência pela frequência de 3,5 GHz.

Falando em internet, a Oi também comunicou que pretende focar os investimentos no modelo IPTV combinado com a banda larga de fibra ótica (FTTH). A informação é válida porque, em anos anteriores, a Oi fez um investimento pesado no modelo DTH (Direto Para Casa, em tradução), que usa comunicação via satélite para transmitir dados de áudio e vídeo.

Abreu explicou que continuar com essa estratégia não faz sentido “em momento nenhum” por conta dos custos envolvidos e também pelos planos da companhia para injetar US$ 7 bilhões para expansão com internet em fibra.

 

*Com informações do Tecnoblog, Teletime e [2]