Home  >  Inovação

Estas são as 10 cidades mais inovadoras do mundo

Segundo Oliver Wyman, Brasil só aparece na 87ª posição, com o Rio de Janeiro a frente de São Paulo como mais preparada para disrupções tecnológicas

Da Redação

29/10/2019 às 19h00

Foto: Shutterstock

No ranking mundial de capitais mais preparadas para rupturas tecnológicas do relatório da consultoria Oliver Wyman, as capitais brasileiras ficam abaixo da 87ª posição. O ranking lista as 105 principais cidades da América Latina, América do Norte, Europa, Ásia-Pacífico e Oriente Médio e Norte da África que estão na vanguarda das transformações digitais.

A primeira capital brasileira a aparecer no ranking é a cidade de Rio de Janeiro. São Paulo aparece no 90º lugar; Brasília na 101ª posição; e Curitiba em 103º lugar.

O relatório comparou quatro critérios para determinar seu ranking:

  • Estratégia visionária para inovação;
  • Capacidade de execução;
  • Infraestrutura;
  • Desenvolvimento tecnológico para o futuro

De todas as 105 cidades e para cada item estabeleceu uma nota com escala de 0 a 100. Quanto mais distantes de 100 pontos, menos bem preparadas estão as cidades.

Quem está mais preparado para a disrupção?

Singapura está entre as cidades mais preparadas no mundo para rupturas tecnológicas, com a melhor avaliação considerando a sua estratégia visionária para inovação, a capacidade de execução, infraestrutura e o desenvolvimento tecnológico. Segundo o relatório da Oliver Wyman, no panorama internacional, Singapura aparece em primeiro lugar com nota máxima de 75.8.

A cidade asiática é seguida por Londres com 75.6, e Nova Iorque, com 72.7, em segunda e terceira posição no ranking global.

O estudo traz uma lista com as 10 cidades mais preparadas no mundo. Além de Singapura, Londres e Nova Iorque, São Francisco, Paris, Estocolmo, Amsterdã, Boston, Berlin e Sydney completam a lista.

Abaixo, confira o ranking América Latina

80ª - Santiago (40.9)

81ª - Bogotá (40.7)

87ª - Rio de Janeiro (38.6)

89ª - Cidade do México (37.9)

90ª - São Paulo (37.6)

93ª - Buenos Aires (36.2)

101ª - Brasília (30.1)

102ª - Lima (29.1)

103ª - Curitiba (28.9)

Ranking global das 10 cidades mais preparadas

1ª - Singapura (75.8)

2ª - Londres (75.6)

3ª - Nova Iorque (72.7)

4ª - São Francisco (71.9)

5ª - Paris (71.0)

6ª - Estocolmo (70.4)

7ª - Amsterdã (68.6)

8ª - Boston (68.5)

9ª - Berlin (67.3)

10ª - Sydney (67.3)

De acordo com o relatório, a liderança de cada país no ranking leva em consideração o seu interesse em reconhecer as oportunidades, ter uma visão clara de futuro com políticas estabelecidas e recursos disponíveis para executar os seus projetos, a infraestrutura disponível e a preparação de capital humano para as rupturas tecnológicas.

Otimismo em relação à inovação

O levantamento também avaliou o otimismo das cidades em relação às rupturas tecnológicas. Nesse aspecto, Xangai obteve 93% de qualificações positivas dos entrevistados, com a maioria afirmando ter um sentimento extremamente positivo em relação às transformações tecnológicas.