Home  >  Negócios

Carteiras digitais: Apple Pay passa Starbucks como favorita nos EUA

Notícia é importante porque demonstra mudança no perfil de pagamento do consumidor americano

Da Redação

24/10/2019 às 14h00

Foto: Shutterstock

Pela primeira vez desde que a consultoria eMarketer começou a fazer os estudos sobre carteiras digitais, a solução da Starbucks, que durante anos reinou absoluta, foi ultrapassada pelo serviço de pagamento Apple Pay.  Segundo os dados da empresa de análise, a carteira da maçã está presente no bolso de 30,3 milhões de americanos (47,3% do mercado), enquanto o serviço da cafeteria da seria alcança 25,2 milhões (39,4%).

Apesar de se limitar a um único produto, a Starbucks tinha como vantagem a “evangelização” do consumidor, que muitas vezes utilizada a opção de débito eletrônico apenas no local. Por isso a notícia é importante: ela demonstra o crescimento do uso de meios de pagamentos digitais como hábito pelos usuários americanos.

Segundo o eMarketer, “ o gasto total via pagamentos móveis por proximidade chegará a US $ 100 bilhões este ano nos EUA. Isso significa que, em média, um usuário gastará US $ 1.545 por ano usando pagamentos móveis por proximidade, mais de 24% em relação ao ano passado.”

A empresa estima que 2019 se encerrá com 64 milhões pessoas utilizando meios de pagamentos móveis por proximidade nos EUA, crescimento de 9,1% ao ano.