Home  >  Negócios

CEO da Oracle, Mark V. Hurd morre aos 62 anos

Executivo havia se afastado do cargo no início de setembro. Oracle agora fica nas mãos do co-CEO Safra Catz e do fundador Larry Ellison

Da Redação, com Computerworld (EUA)

19/10/2019 às 18h01

Foto: IDG

O co-CEO da Oracle, Mark V. Hurd, morreu na última sexta-feira (18) aos 62 anos. Há pouco mais de um mês, no início de setembro, a companhia havia anunciado que Hurd tiraria uma licença por motivos de saúde. Com sua morte, a Oracle fica nas mãos do co-CEO Safra Catz e do fundador, presidente executivo e CTO da empresa, Larry Ellison.

Hurd atuou como co-CEO da Oracle por pouco mais de cinco anos ao lado de Catz. Os dois atuaram como presidentes da empresa juntos por quatro anos antes de serem nomeados co-CEOs em 2014, quando Ellison deixou o cargo de CEO.

"Como todos sabem, Larry, Safra e eu trabalhamos juntos como uma equipe forte e tenho grande confiança de que eles e toda a equipe de gerenciamento executivo irão fazer um excelente trabalho executando os planos emocionantes que apresentaremos no próximo OpenWorld. Amo a Oracle e desejo a todos sucesso durante a minha ausência", escreveu Hurd na ocasião de sua licença médica.

Antes de ingressar na Oracle, em 2010, o executivo ocupou por cinco anos o cargo de CEO da Hewlett-Packard e, antes disso, 25 anos na NCR.

Durante seu mandato na HP, a empresa adquiriu o fabricante do Palm PDA, o fornecedor de rede 3Com e a empresa de serviços de tecnologia EDS - por US $ 13,9 bilhões, negócio que transformou a HP em uma das maiores empresas de terceirização do mundo, logo atrás da IBM.

Embora ele tenha liderado a empresa de maneira lucrativa durante a crise financeira de 2008, sua liderança na HP terminou abruptamente e ingloriamente quando ele se demitiu após alegações de assédio sexual. Uma investigação realizada pela assessoria jurídica externa da empresa e pelo Gabinete do Consultor Jurídico Geral determinou que não havia violação da política de assédio sexual da HP, mas encontrou violações de seus Padrões de Conduta Comercial.

Ellison veio em defesa de Hurd, criticando o que ele chamou de "correção política covarde da empresa". Ele também escreveu para o New York Times, dizendo que a HP havia tomado "a pior decisão pessoal desde que os idiotas do conselho da Apple demitiram Steve Jobs há muitos anos". Apenas um mês depois, Ellison contratou Hurd como presidente da Oracle ao lado de Safra Catz, substituindo Charles Phillips.

Na Oracle, Hurd assumiu a responsabilidade pelas operações de vendas e suporte da empresa.

Ray Wang, analista principal, fundador e presidente da Constellation Research, credita a Hurd a transformação no modelo de negócios da Oracle.

“Ele reiniciou um programa para atrair profissionais de vendas mais jovens para a organização e ajudou a evangelizar aplicativos e infraestrutura em nuvem para os clientes”, diz Wang.

As responsabilidades de Hurd na Oracle antes de deixar o cargo incluíam a direção e a estratégia da empresa, incluindo suas atividades de consultoria, vendas, marketing e suporte. Ele também supervisionou unidades de negócios para setores verticais, como serviços financeiros, ciências da saúde, telecomunicações e serviços públicos.