Home  >  Negócios

Schneider Electric anuncia fundo de 500 milhões de euros para startups

Investimento tem como objetivo incentivar criação de soluções que possam resolver problemas dos clientes da companhia

Da Redação

07/10/2019 às 18h00

Foto: Shutterstock

A Schneider Electric, empresa francesa de distribuição, controle e automação elétrica, planeja investir 500 milhões de euros em startups nos próximos cinco anos. O anúncio foi feito durante o Innovation Summit, encontro internacional da companhia realizado na última semana.

Como explica a empresa, o investimento tem como objetivo incentivar a criação de soluções que possam resolver os problemas dos clientes. O valor deve ser investido em rodadas de investimentos de Série A entre 3 e 5 milhões de euros.

"Incubamos empresas e fomentamos uma cultura de co-inovação; acreditamos que estes esforços de colaboração vão fortalecer o nosso negócio, para nos assegurarmos que continuamos na vanguarda tecnológica, agora e no futuro. Além disso, queremos levar o setor para um modelo descarbonizado e digitalizado", destacou Emannuel Lagarrigue, chefe de inovação da Schneider Electric.

O plano inclui várias das apostas da multinacional francesa para inovar nas suas diferentes linhas de negócio: "A tecnologia é um meio, um facilitador, para um novo modelo de negócio, que é tão importante quanto a tecnologia, por si só,” conclui Lagarrigue.

O Innovation Summit analisou a forma como a transição energética, como novas tecnologias estão mudando a gestão da energia, como a sustentabilidade está afetando os investimentos e as estratégias de negócio e discutiu tendências como IoT, inteligência artificial, casas inteligentes, serviços digitais e cibersegurança.

Prioridade em investimentos na Europa

De acordo com a empresa, no ano que vem os investimentos devem priorizar startups da Europa. Ao todo, a Schneider Electric conta com cinco incubadoras, com as quais ajudou a criar três empresas. A empresa dispõe também de uma joint venture (AlphaStruxure) com o grupo de capital privado Carlyle, focada na construção de infraestruturas inteligentes e na utilização de energia renovável por meio de microgrids.

Globalmente, a Schneider Electric fez mais de 100 investimentos em empresas inovadoras, como a Volta, que oferece carregamentos gratuitos a veículos elétricos, em troca de publicidade digital nas suas estações.

Recentemente, o grupo também entrou no capital de empresas como a Autogrid, Synapticon e DST por meio do seu veículo de investimento, com o qual contribui para a sustentabilidade e eficiência energética.

Atualmente a empresa colabora com a Submer, startup de Barcelona que desenvolveu um líquido de refrigeração para equipamentos internos de data centers; também investe na Enigmedia, também espanhola, especializada em cibersegurança, criptografia e proteção de redes de infraestruturas, indústria 4.0 e edifícios inteligentes. No total, a empresa investe em 85 startups em todo o mundo.