Home  >  Negócios

Em reestruturação global, HP demitirá até 9 mil colaboradores

Funcionários serão desligados nos próximos três anos. Reestruturação poderá custar à empresa até US$ 1 bilhão

Da Redação

07/10/2019 às 10h00

Foto: Shutterstock

A HP anunciou na última semana um plano de reestruturação que reduzirá de forma importante o seu quadro global de funcionários. De acordo com informações divulgadas pela ARN, até 9 mil colaboradores serão cortados nos próximos três anos.

Durante sua apresentação sobre as perspectivas fiscais para 2020, a HP relevou que a medida terá como objetivo "simplificar seu modelo operacional". Segundo Enrique Lores, CEO da companhia, os planos permitirão que a HP se torne uma empresa "mais habilitada digitalmente".

Conforme explicado pelo executivo, o corte no número de funcionários será uma combinação de "saídas de colaboradores" e aposentadorias antecipadas. O processo deverá ser concluído em 2022. Vale destacar que a reestruturação poderá custar à empresa até US$ 1 bilhão.

"Estamos adotando ações ousadas e decisivas ao embarcarmos no próximo capítulo", declarou Lores. “Vemos oportunidades significativas para criar valor para os acionistas e conseguiremos isso promovendo nossa liderança, interrompendo indústrias e transformando agressivamente a maneira como trabalhamos. Nós nos tornaremos uma empresa ainda mais focada no cliente e habilitada digitalmente, que liderará com inovação e trabalhará com objetivo", acrescentou.

Outra medida adotada para o projeto envolve a criação de Centros de Excelência globais para impulsionar a transformação digital da companhia.