Home  >  Negócios

Com investimentos e conexão 5G, Cubo Itaú completa quatro anos

Nos últimos dois anos, instituição investiu R$ 480 milhões em startups do portfólio; em evento, também anunciou parceria com TIM para conexão veloz

Da Redação

20/09/2019 às 17h30

Foto: Facebook Cubo

Fundado em 2015, o Cubo, hub de fomento ao empreendedorismo tecnológico do Itaú, realizou um evento para comemorar seu aniversário e apresentar um balanço de sua participação no ecossistema brasileiro. Um dos principais dados é o de que investiu, nos últimos dois anos, R$ 480 milhões distribuídos pelas empresas que integram seu portfólio. Sendo que, durante este ano, as startups faturaram R$ 540 milhões — o dobro dos R$  230 milhões levantados em 2018.

Durante o evento, a empresa afirmou que está otimista com o cenário brasileiro, que vem atraindo a atenção de investidores estrangeiros e se mostra estruturado o suficiente para a criação de unicórnios — até o momento, nove companhias nacionais alcançaram valor de mercado igual ou superior a US$ 1 bilhão.

“O que antes eram hipóteses, hoje são certezas. Só com a entrada do SoftBank na América Latina fica claro que haverá mais investimento em startups nos próximos 5 anos do que em toda a história do país. Isso significa que temos que ter muito orgulho do que é gerado aqui no Brasil. Os negócios do nosso país têm capacidade de impactar o mundo! É preciso valorizar e incentivar cada vez mais nossos empreendedores pois esse é o Brasil que está dando certo”, afirma o co-head Pedro Prates.

Rede de experimentação 5G

Até o final de 2019, o Cubo terá uma antena de rede de quinta geração para que as startups baseadas no local possam testar e desenvolver aplicações com a tecnologia. Toda a infraestrutura será feita em parceria com a TIM, responsável pelo sinal, e Ericsson, com o hardware.

A conexão em alta velocidade foi possível por meio de uma licença específica emitida pela Anatel, já que as regulações de uso da tecnologia no Brasil começarão a ser decididas apenas em 2020.