Home  >  Plataformas

Microsoft estende prazo para empresas deixarem Exchange Server 2010

Microsoft reconheceu que algumas empresas ainda não migraram para software mais recente. Prazo encerra em outubro do ano que vem

Gregg Keizer, Computerworld (EUA)

17/09/2019 às 8h18

Foto: Shutterstock

A Microsoft emitiu nesta segunda-feira (16) uma suspensão do suporte para o Exchange Server 2010, dizendo que continuaria atendendo o software corporativo local por mais nove meses.

"Após investigar e analisar o estado de implantação de um grande número de clientes do Exchange, decidimos mudar o final do Suporte Estendido para Exchange Server 2010 de 14 de janeiro de 2020 para 13 de outubro de 2020", escreveu Greg Taylor, diretor de produto marketing para a equipe do Exchange, em um post no blog do grupo.

Suporte estendido é o rótulo que a Microsoft usa para o suporte a produtos comerciais. Embora a empresa se recuse a solucionar falhas que não sejam de segurança (pelo menos, sem um plano de suporte pago) ou a adicionar novos recursos durante o Suporte Estendido, ela ainda oferece atualizações de segurança.

A Microsoft lançou o Exchange Server 2010 em novembro de 2009.

"É claro que sua instalação do Exchange 2010 continuará em execução após [13 de outubro de 2020]; no entanto, devido às alterações e aos possíveis riscos de final de suporte, é altamente recomendável que você migre do Exchange 2010 o mais rápido possível", disse Taylor.

Taylor sugeriu que a Microsoft havia estendido o suporte porque os clientes estavam tendo problemas para cumprir o prazo original de janeiro. "Reconhecemos a interrupção do suporte a um produto tão popular e confiável quanto o Exchange Server 2010 pode ser um ajuste", disse ele. "Também sabemos que alguns de vocês estão no meio de atualizações para uma versão mais recente do Exchange Server local ou migrações mais transformadoras para a nuvem com o Office 365 e o Exchange Online."

O Exchange Server 2010 foi inicialmente planejado para deixar o suporte juntamente com o Windows 7. Com a extensão, ele acompanhará o Office 2010 e o SharePoint Server 2010 até a aposentadoria.

As opções de atualização vão desde manter o email no local até desviar tudo para a nuvem com o Exchange Online, o serviço hospedado pela Microsoft normalmente obtido como parte de uma assinatura do Office 365 (ou Microsoft 365). Como alternativa, as empresas podem fazer um pouco de ambos, terminando com uma solução híbrida onde partes do Exchange são internas, partes executadas nos servidores da Microsoft.

As opções locais incluem o Exchange 2013 (que sai com suporte em 11 de abril de 2023) e o Exchange 2016 (14 de outubro de 2025); atualizações diretas do Exchange Server 2010 para a versão mais recente, Exchange Server 2019 (também em 14 de outubro de 2025), não são possíveis. Taylor, da Microsoft, não surpreendentemente, divulgou o Exchange Online. "Claramente, achamos que mudar para o Exchange Online e Office 365 é uma boa ideia", escreveu Taylor. "Isso tira você do negócio de atualização."

O FastTrack, um programa de assistência da Microsoft desenvolvido para ajudar grandes clientes a gerenciar atualizações ou localmente para migrações na nuvem, pode estar disponível para aqueles que fazem isso, observou Taylor. O Microsoft 365, um pacote de assinatura caro que agrupa o Windows 10 com o Office 365, oferece o FastTrack, embora se apliquem ressalvas.

Mais informações sobre o roteiro de suporte do Exchange Server 2010 podem ser encontradas em uma série de documentos recém-atualizados no site da Microsoft.

 

Tags