Home  >  Inovação

Nestlé inaugura centro de pesquisa de inovação para embalagens

Instituto fica na Suíça. Espaço busca contribuir com compromisso da companhia em desenvolver embalagens 100% recicláveis ou reutilizáveis

Da Redação

16/09/2019 às 18h30

Foto: Shutterstock

A Nestlé inaugurou um centro de pesquisa dedicado à inovação em embalagens. O Institute of Packaging Sciences (Instituto de Ciências da Embalagem) fica em Lausanne, na Suíça. O espaço, segundo a Nestlé, tem como objetivo enfrentar o desafio global dos resíduos das embalagens plásticas da companhia e um passo para alcançar seu compromisso de tornar suas embalagens 100% recicláveis ou reutilizáveis até 2025.

De acordo com a empresa, o Instituto se concentrará em várias áreas da ciência e tecnologia, incluindo pesquisa para embalagens reutilizáveis, materiais de embalagem simplificados, materiais de embalagem reciclados, papéis de barreira de alto desempenho e materiais de base biológica, compostáveis e biodegradáveis.

A Nestlé explica que o centro ainda conta com um complexo de laboratórios e instalações para prototipagem rápida das embalagens. Uma das premissas é que o instituto possa avaliar a segurança e a funcionalidade de vários materiais de embalagem sustentáveis.

Durante a inauguração, Mark Schneider, CEO da Nestlé, ressaltou a importância da iniciativa. "Temos a visão de um mundo em que nenhuma de nossas embalagens termine em aterros sanitários ou como lixo... Apoiamos o desenvolvimento de infraestrutura local de reciclagem e armazenagem, contribuindo para um mundo sem resíduos. O Nestlé Institute of Packaging Sciences nos permite criar um sistema robusto de desenvolvimento de soluções de embalagens sustentáveis para os produtos Nestlé em todas as nossas empresas e mercados", comentou.

Já Sander Defruyt, head de Nova Economia do Plástico, da Fundação Ellen MacArthur, também participou da inauguração. Para ele, "a Nestlé foi uma das primeiras empresas a firmar o Compromisso Global da Nova Economia do Plástico, estabelecendo metas concretas para eliminar o desperdício e a poluição dos plásticos em sua origem. É ótimo ver a maior empresa de bens de consumo do mundo aumentar seu foco em pesquisa e capacidade de entregar esses compromissos”, conta.

 

Tags