Home  >  Carreira

Como evitar o burnout? Confira essas 7 dicas dadas por CEOs

CEOs e fundadores de diversas startups compartilharam as atitudes tomadas para não deixar que o estresse diário se converta em doença

Da Redação

06/09/2019 às 17h54

Foto: Shutterstock

Atualmente, o burnout é classificado dentro do Classificação Internacional de Doenças como uma “síndrome conceituada como resultado do estresse crônico no local de trabalho que não foi gerenciado com sucesso". Independente do momento de carreira, é difícil não encontrar alguém (ou ser você mesmo essa pessoa) que já se sentiu esgotado dentro do ambiente de trabalho.

A Fast Company perguntou a alguns líderes quais são as melhores práticas para evitar atitudes que gerem esse desgasto. Apresentamos uma versão resumida logo abaixo:

1. Priorize sempre que possível

Para a CEO e fundadora Rhian Horgan, da empresa de planejamento de aposentadoria Kindur, entender o que é mais relevante para você elimina a sensação “de estar devendo”, algo muito presente na vida corporativa.

“Priorização e delegação são as únicas maneiras de sobreviver. No escritório, isso significa contratar executivos experientes, que podem ser colaboradores que se gerem sozinhos, mas que também saibam criar e escalar equipes. Em casa, priorizo levar meus filhos à escola diariamente e uma noite semanal com meu marido. ”

2. Esteja 100% presente

Não adianta ir a uma reunião pensando na tarefa inacabada ou ficar no computador com a cabeça no projeto que será discutido no período da tarde. Manter o foco na tarefa que se está executando elimina retrabalhos e também diminui a chances de sofrer por antecipação.

"Quando estou em uma reunião de produtos preciso estar totalmente presente e, quando sair da reunião e ir para o marketing, preciso dar toda a atenção à equipe", diz Analisa Goodin, fundadora e CEO da plataforma de conteúdo Catch & Release. "Ser capaz de compartimentar não é algo que você aprende uma vez e depois esquece - é um estado mental ativo e que você precisa estar sempre ciente."

3. Evite o contato com pessoas tóxicas

Especialmente no processo inicial de uma startup ou de um projeto novo, receber e avaliar críticas é um trabalho fundamental para garantir que a solução entregue seja a mais completa possível. Porém, é importante avaliar quanto o comentário pode se tornar construtivo ou quando a postura adotada pela outra parte é naturalmente negativa.

"Cercar-se de pessoas incríveis e solidárias é essencial", diz John Hall, cofundador da Calendar. "Eu tive pessoas que criticaram duramente a mim e a minha equipe durante as reuniões do conselho [e] que causaram desgaste não apenas para mim, mas para outras pessoas. Agora eu sei que a melhor coisa a evitar o esgotamento é remover pessoas tóxicas [da] minha vida profissional. ”

4. Exercite sua paixão

Ross Richie, CEO da editora BOOM! Studios, sempre separa um tempo para relembrar o porquê de ter dedicido empreender e como o seu amor por histórias em quadrinhos foi essencial para o seu negócio atual.

“Sou dono de uma empresa de gibis, então volto para a loja de gibis e encontro um gibi antigo que possa me animar, que reacenda minha paixão”, diz Richie. "Saio do escritório por uma tarde, evito e-mails, desligo o telefone e entro em um buraco de pesquisa que renova meu espírito"

5. Aproveite os finais de semana

Esses períodos da semana precisam ser utilizados mesmo para o lazer e descanso. Usá-los para “adiantar” tarefas da semana só aumenta a sensação de cansaço e a probabilidade de o estresse levar a melhor.

"Quando eu estava à beira da exaustão, sem ver amigos nem tirado férias pela metade do ano, meu noivo e eu planejamos uma escapadela de fim de semana em um hotel próximo e sem conexão", diz Michelle Zhu, CEO da fabricante de jeans ecológico Tinctorium. "Depois de planejar, me senti reenergizada apenas por ter algo pelo que esperar".

6. Coloque limites para o trabalho 

É muito fácil deixar com que as tarefas do dia a dia consumam toda a sua rotina, não deixando espaço para família, amigos, romances ou atividades extras. Se colocar um prazo diário para deixar as tarefas de lado, independente do pé em que elas estejam, pode ser extremamente importante na manutenção de qualidade de vida

“Assim 19 horas chegarem, se desligue”, é o conselho de Julie Legault, CEO da Amino Labs, startup que produz kits de engenharia química para crianças e adolescentes “É realmente importante perceber que são necessários de 5 a 10 anos para transformar uma ideia em uma empresa real. A abordagem da força bruta não funciona muito bem".

7. Não tenha medo repensar

E, mesmo quando se tenta ao máximo, pode ser que as coisas acabem não dando certo. Ao passar por essa situação, o importante é controlar a sensação de culpa e cuidar da mente e do corpo. Foi o que aconteceu com Mita Carriman, CEO da Adventurely. A startup passou por sérios problemas de conceituação de produção, o que forçou a companhia a interromper os negócios por um tempo. Nesse interím, Carriman realizou um mochilão que a ajudou a pensar em ideias que tornaram o negócio competitivo novamente.

"A lição que aprendi dessa experiência é como tirar um tempo do trabalho não apenas pode ajudar seu bem-estar mental, mas também pode realmente ajudar a melhorar a clareza e a execução do seu negócio como fundador ou CEO."