Home  >  Negócios

General Motors agora vende carros por chatbot

Chatbot foi desenvolvido em parceria com a Aivo e está disponível para clientes da Colômbia, Equador, Chile e Peru

Da Redação

05/09/2019 às 18h06

Foto: Shutterstock

A General Motors em parceria com a Aivo, empresa de tecnologia em soluções com inteligência artificial, desenvolveu um chatbot que possibilita clientes comprarem carros diretamente pelo chat. Além de vender carros, o chatbot pode tirar dúvidas e fornecer informações sobre os veículos da marca.

Por enquanto, o chatbot está disponível para clientes na Colômbia, Equador, Chile e Peru e pode ser acessado pelo site da fabricante de automóveis. A solução da montadora vai de encontro a uma demanda e mudança de comportamento do consumidor. Pesquisas mostram que 89% dos clientes querem usar mensagens instantâneas para se comunicar com empresas e que 66% dos consumidores preferem mensagens do que qualquer outro canal de comunicação.

Ana Cristina Merlo Almeida, coordenadora de Marketing Digital da General Motors para a região Oeste da América do Sul, diz que a tecnologia está em constante evolução e isso gerou mudanças nos hábitos de consumo do mercado. “A GM evoluiu de acordo com os gostos e necessidades dos clientes, a fim de otimizar o atendimento”, resume.

Entre os resultados alcançados pela empresa, a General Motor afirma que a satisfação dos clientes aumentou, graças às respostas automáticas, assim como o aumento das vendas online, além do posicionar-se na vanguarda da indústria em termos de inovação, acessibilidade e facilidade de uso.

“A General Motors está liderando uma onda de inovação no atendimento ao cliente a que se estão unindo diferentes indústrias em todo o mundo. De acordo com um estudo da Gartner, até 2020, 85% de todas as interações de atendimento ao cliente serão administradas sem a presença de um agente humano. Com o avanço das tecnologias de Inteligência Artificial e automação, essas experiências de conversação oferecem uma comunicação cada vez mais imediata, personalizada e omnicanal”, conclui Martín Frascaroli, CEO da Aivo.