Home  >  Negócios

Nutanix apresenta queda na receita, mas ações saltam 20%

Resultados positivos nas ações, segundo analistas, reflete na bem-sucedida transição do modelo de receita da companhia, voltado agora para assinatura

Da Redação

30/08/2019 às 16h07

Foto: Shutterstock

A Nutanix, especialista em computação em nuvem corporativa, apresentou queda de receita no quarto trimestre fiscal de 2019. Segundo o balanço financeiro, a perda registra foi de US$ 194,3 milhões no quarto trimestre, ou US $ 1,04 por ação, com receita de US$ 299,9 milhões.

Apesar disso, foram mostrados indicadores de crescimento, fazendo com que as ações subissem cerca de 20% após os anúncios na quinta-feira (29).

Para os analistas, os resultados devem ser considerados positivos, embora a companhia ainda não esteja gerando lucros. Ao que tudo indica, a Nutanix deve alcançar o equilíbrio financeiro nos próximos anos, principalmente por conta da mudança de foco de hardware para assinaturas de software, o que deve gerar maior visibilidade e vendas ao longo do tempo.

A transição dos negócios da companhia tem se mostrado benéfica. A Nutanix acredita que os clientes desejam e precisam de planos de assinatura que possam ser executados localmente e na nuvem pública. Apesar desse processo ter gerado uma redução de receita, a empresa acredita que é um passo necessário para a obtenção de resultados melhores, mais previsíveis e consistentes.

Em declaração, o CEO Dheeraj Pandey afirmou: "Entregamos um sólido quarto trimestre e acreditamos que nosso desempenho reflete nossas melhorias de execução e o progresso significativo que fizemos na transição de nossos negócios para um modelo de assinatura."

Números

Conforme anunciado pela companhia, a receita de assinaturas foi de US$ 196 milhões, um aumento de 72%, representando 65% da receita. Além disso, as receitas de software e suporte aumentaram 7%, para US$ 286,9 milhões.

A Nutanix também adicionou 990 novos clientes em sua carteira no trimestre, aumentando o número total para 14.180 - o maior aumento em 6 trimestres. A quantidade de funcionários em vendas e marketing também cresceu para 254, em comparação com 107 e 207 nos dois trimestres anteriores.

"Nosso sólido faturamento trimestral e crescimento de receita, bem como nosso progresso na contratação de vendas, são indicadores claros de que nossa execução está melhorando e nosso mercado permanece forte", acrescentou Pandey.