Home  >  Negócios

Globalfoundries processa TSMC por violação de patentes

Com as acusações, produtos da Apple, Nvidia e Qualcomm podem ser proibidos de serem vendidos nos EUA e Alemanha

Da Redação

30/08/2019 às 10h58

Foto: Shutterstock

A fabricante americana de semicondutores e chips Globalfoundries entrou com ação judicial contra a concorrente Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC) nesta semana. Na ação, a Globalfoundries acusa uma das principais fornecedoras da Apple por violar 16 patentes relacionadas à fabricação de chips.

Segundo informações do site Venture Beat, o processo foi assinado nos Estados Unidos e Alemanha, o que significa que a Globalfoundries pediu aos tribunais que proibissem a TSMC de exportar produtos para esses dois países.

O documento, de acordo com a Reuters, não lista os produtos afetados pela suposta infração de patentes, entretanto lista as companhias Apple, Qualcomm, Alphabet, Google, Nvidia Corp, Lenovo, e a MediaTek, entre os clientes da TSMC que seriam afetados.

Gregg Bartlett, vice-presidente de engenharia da Globalfoundries conta que a TSMC estaria se beneficiando com o uso ilegal de tecnologias da fabricante. "Essa ação é fundamental para interromper o uso ilegal da Taiwan Semiconductor de nossos ativos vitais”, disse a Venture Beat. A TSMC reagiu e disse que as alegações não têm fundamento.

A depender da conclusão, com a ação, clientes da TSMC podem ter de suspender a venda de seus produtos na Alemanha e Estados Unidos.

 

Tags