Home  >  Negócios

IBM anuncia novo data center no Brasil para expandir capacidades de cloud

Nova unidade irá trazer para a região o IBM Cloud Multizone Region, oferecendo mais opções de serviços para aplicações de missão crítica

Por Carla Matsu

27/08/2019 às 16h00

Foto: Shutterstock

A IBM anunciou nesta terça-feira (27) um importante passo em direção às estratégias de nuvem de seus clientes no Brasil e América Latina. Durante o IBM Think Summit, evento realizado em São Paulo, a companhia antecipou o lançamento do IBM Cloud Multizone Region, que acrescentará mais um data center à operação local. A disponibilidade para clientes, entretanto, só deve acontecer no segundo semestre de 2020. Será o segundo data center da IBM no Brasil dedicado à cloud pública e o terceiro da companhia na América Latina, sendo o outro instalado no México.

O Brasil é a sétima região da IBM no mundo que entregará a estrutura de data centers interligados. Na prática, a IBM conseguirá garantir menor latência para seus serviços de cloud, o que incluem aí serviços como IBM Watson, blockchain, Internet das Coisas, Analytics e o IBM Cloud Kubernetes Service. Segundo Tonny Martins, general manager da IBM Brasil, trata-se de um investimento importante para a companhia expandir capacidades de infraestrutura, agora com muito mais resiliência e segurança. Esse tipo de orquestração atenderá, segundo o executivo, sobretudo aplicações de missão crítica.

“Este movimento é parte da nossa estratégia do posicionamento da IBM, que a gente chama do próximo capítulo da infraestrutura de cloud no Brasil”, destacou Martins durante coletiva de imprensa. “Esse investimento tem o propósito de aumentar a capacidade, consolidando nossas iniciativas de cloud”, complementa. A companhia, entretanto, não revelou o valor do investimento que o novo data center representará, tampouco o parceiro escolhido para implementação, apenas que a nova unidade ficará localizada próxima à cidade de Jundiaí, onde já opera um dos data centers da IBM.

Menor latência, mais resiliência

Para se manterem relevantes, companhias no mundo todo têm caminhado com seus projetos de transformação digital. Neste caminho, em busca do que Martins salienta como “reinvenção digital”, 80% das cargas de trabalho de missão crítica das companhias - como cadeias de suprimento e sistemas bancários - ainda precisam ser movidas para a nuvem. Cada vez mais organizações precisam integrar infraestrutura local (on premise), nuvens privadas e públicas para implementar uma estratégia de cloud híbrida. É neste contexto, reforça a IBM, que se valerão os novos esforços por trás do IBM Cloud Multizone Region, entregando uma arquitetura otimizada para que as aplicações possam ser executadas de maneira eficiente em cada um desses ambientes - público, privado e local.

Na prática, clientes do portfólio de soluções da IBM no Brasil e no cone sul terão menor latência no desenvolvimento de suas aplicações. Atualmente, a entrega dessas aplicações na nuvem da IBM se dá fora do Brasil, passando por data centers, por exemplo, em Dallas (TX). “Clientes do IBM Watson, por exemplo, consomem serviços Multizone Region fora do Brasil. O que muda agora é que você vai poder usar os mesmos serviços, porém a partir do Brasil”, explica Marcos Paraíso, executivo de IBM Cloud Platform.

Um mercado estratégico

O anúncio reforça a importância estratégica do Brasil para a IBM. Também reafirma os investimentos e movimentos que a IBM tem feito em computação em nuvem. Tony Martins explica que a inauguração de um novo data center dedicado à cloud olha, no horizonte, o crescimento que parceiros têm demonstrado com soluções IBM.

“Quando olhamos o crescimento que a gente tem tido, nos últimos 18 meses, é fundamental a gente ter essa nova região. É importante sempre estar atento e o crescimento tem sido exponencial. Não só da IBM, mas de nossos parceiros, pois muitas das tecnologias são consumidas através da nuvem. Hoje quando a gente fala de empresa cognitiva, ela precisa ser uma empresa dinâmica, que tem capacidade de responder às demandas e ciclos de planejamento muito curtos”, destaca.

A expectativa é que as soluções da IBM por meio do IBM Cloud Multizone Region estejam disponíveis para clientes até o segundo semestre de 2020.