Home  >  Negócios

Governo dos EUA veta 46 afiliadas da Huawei que atuavam dentro do país

Mais de 100 empresas relacionadas com a fabricante chinesa estão proibidas de terem relações comerciais na região

Da Redação

20/08/2019 às 17h55

Foto: Shutterstock

Legenda:

O Escritório de Indústria e Segurança, ligado ao Departamento de Comércio dos EUA, anunciou que mais 46 empresas, identificadas como afiliadas da Huawei, foram incluídas na lista de empresas que não poderão manter negócios nos Estados Unidos.

Em maio, o governo americano informou ao público que a fabricante chinesa estaria agindo contra os interesses do país e, por conta disso, não poderia mais operar dentro dos EUA após um prazo definido. Desde então, o governo vem aplicando licenças trimestrais de funcionamento para diminuir o impacto da transição. A autorização mais recente foi emitida nesta semana, na segunda (19).

Enquanto a licença ainda está em vigor, o governo americano aproveita o tempo para identificar empresas ligadas à fabricante e incluídas na "lista do adeus". Até o momento, mais de 100 marcas com associação à empresa asiática terão que sair dos EUA junto com a gigante chinesa.

O lado da Huawei 

A companhia nega as acusações feitas pelos Estados Unidos e garante que o governo não tem provas e que a decisão tomada pelo país se fundamenta apenas em motivações políticas. Enquanto a retirada do solo americano ainda está em andamento, a empresa está se preparando para que a saída de um mercado estratégico não derrube os negócios.

Ren Zhengfei, CEO e fundador da Huawei, enviou nesta semana um comunicado interno aos funcionários incentivando-os a trabalhar com mais empenho "nesse período de vida ou morte", como foi citado no email.

De acordo com a Reuters, a firma irá investir em produção de equipamentos, enxugar cargos e eliminar gerências ineficientes para que a perda do mercado americano tenha o menor impacto possível. Em paralelo, a marca está produzindo seu próprio sistema operacional para substituir o Android, usado atualmente e pertencente à Google.

 

Tags