Home  > 

Qual é a relação do brasileiro com cartões ‘co-branded’?

Da Redação

16/08/2019 às 9h26

Foto: Shutterstock

Um estudo divulgado pela Bond Brand Loyalty em parceria com a Visa aponta que 50% dos entrevistados brasileiros estão muito satisfeitos com os serviços oferecidos pelo seu cartão co-branded. Por conta disso, acabam usando mais o plástico.

Os dados sobre a relação dos consumidores com esse serviço foram reunidos na edição 2019 da pesquisa “The Loyalty Report”, que apresenta um panorama sobre os programas de fidelidade existentes no mundo em mais de 20 mercados. Para fazer a análise local, mais de 2.200 entrevistas foram realizadas, avaliando mais de 30 cartões co-branded e 40 programas de fidelidade.

Experiência valorizada

Os cartões co-branded, também conhecidos como cartões de marca compartilhada, permitem que uma empresa que não esteja relacionada ao mercado financeiro consiga oferecer o produto aos seus clientes, por meio de parcerias com empresas emissoras de cartão de crédito. Livrarias, programas de fidelidade e lojas de departamento são exemplos de setores que utilizam esse serviço no Brasil.

Segundo o relatório, dos cerca de 30 itens avaliados que direcionam à questão da satisfação dos cartões co-branded, 67% estão relacionados à experiência do cliente e somente 33% estão relacionados com os ganhos e as conversões de um programa. O que indica uma preferência do brasileiro pela interação com a marca e não somente o ganho de benefícios

Ao serem perguntados sobre quais os pontos que mais agradam em um cartão co-branded, os consumidores brasileiros destacaram a vantagem de acessar o serviço pelo smartphone, a personalização de brindes e o fato de o programa corresponder às suas expectativas. Por conta da boa experiência, 87% dos consumidores brasileiros estariam mais propensos a recomendar empresas que proporcionam essa opção. E 75% dos respondentes costumam concentrar suas despesas ou escolhem onde e quando consumir para maximizar seus pontos ou benefícios.

Customizar é preciso

Uma das tendências apontadas no relatório estáe conectar programas de fidelidade com cartões co-branded como forma de potencializar os benefícios para os consumidores finais. Além disso, o documento destaca a importância de as empresas desenvolverem metas razoáveis e individualizadas para fomentar o resgate dos produtos ou serviços disponibilizados pelo cartão. Isso porque os portadores que já fizeram algum resgate com cartões co-branded estão em média 2x mais satisfeitos do que aqueles que nunca fizeram.

“As pessoas valorizam muito as experiências e eventos exclusivos. Existe uma predisposição de aumento da lealdade dos clientes que possuem cartões co-branded que oferecem benefícios não apenas para as compras realizadas no próprio estabelecimento, mas também em outros segmentos. Vemos que quanto mais o cliente usa o cartão de crédito em várias compras do dia a dia, maior será sua participação na carteira e mais transações fará”, explica Rafael Littieri, diretor da Visa.

 

Deixe uma resposta