Home  >  Negócios

Microsoft informa que também acessa áudios de usuários

Companhia atualizou sua política de privacidade para incluir informação. Dados são coletados para desenvolver soluções como Cortana e Skype

Da Redação

16/08/2019 às 8h17

Foto: Shutterstock

Legenda:

Em meio às denúncias de gigantes de tecnologia que escutam gravações de áudio dos usuários, a Microsoft incluiu a informação na sua política de privacidade após ser questionada pelo portal Motherboard, que teve acesso a documentos que confirmavam a prática.

De acordo com informações da agência Reuters, um porta-voz da companhia afirmou que os dados são coletados para desenvolver as soluções que usam comandos sonoros,  como a assistente virtual Cortana e o serviço de teleconferência Skype. Como ocorreu com outras empresas, essa tarefa foi realizada por contratadas.

O que foi adicionado

O novo trecho da política afirma (em inglês) que a companhia "revisa de forma manual trechos de amostras de dados de voz coletados e usados de forma anônima para melhorar nossos serviços de voz, como reconhecimento e tradução"

É possível restringir o acesso que a empresa possui a essa coleta, como reduzir o número de permissões dos produtos da marca e desligar funções como o microfone e o acesso rápido à Cortana. Quando ativada, essa função fica constantemente ligada , esperando ouvir um "Hey, Cortana", que é o comando utilizado para chamar a assistente.

Ouvidos atentos

Porém, a Microsoft explicou que, enquanto ela não poderia ter acesso às gravações, o mesmo não se aplica a empresas terceiras. O que levantou a hipótese de que a marca continuará usando contratantes para realizar o trabalho de registro, já que não declarou que pretende parar com a prática.

Assim como nos casos anteriores, o problema principal é o de que os usuários não tinham a informação clara de que havia a possibilidade de que trechos de conversa fossem ouvidos como também ainda não existe um recurso no qual seja possível bloquear totalmente esse recurso. Das big techs, apenas a Apple assinalou que está desenvolvendo uma ferramenta nesse sentido.