Home  >  Negócios

Facebook perde mais um (e o último) fundador de uma empresa que adquiriu

Nate Mitchell, da Oculus, anunciou saída. Com isso, rede social não possui mais nenhum criador das principais empresas que comprou

Da Redação

14/08/2019 às 17h18

Foto: Foto: Shutterstock

Nate Mitchell, que atuava como Head da área de VR da Oculus, anunciou em seu perfil no Twitter que deixou o cargo para ter mais tempo pessoal e se dedicar mais à família. Nos últimos anos, o profissional teve seu cargo alterado várias vezes e o próprio departamento de realidade virtual passou por diversas trocas de liderança ao longo do tempo.

Quando a tecnologia surgiu, a Oculus VR era uma das companhias que mais atraiu a atenção do público. Tanto por conta da campanha criada na plataforma de colaboração Kickstarter como pela parceria com a Samsung na produção do visor Gear VR.

A fama fez com que a marca fosse comprada por US$ 3 bilhões pelo Facebook, que levou para dentro de seu escritório os fundadores da empresa. Porém, a mudança de cenário dos últimos anos fez com que cada uma das cinco pessoas originais deixassem o projeto, sendo que o último cofundador remanescente se retirou da companhia nesta semana.

Está certo que, pelo histórico, a tendência é mesmo que os fundadores das companhias adquiridas pela empresa de Mark Zuckerberg acabem saindo do negócio tempos depois. Porém, é provável que neste caso o que tenha acontecido é uma mudança de prioridades do mercado que retirou a tecnologia dos holofotes que recebia.

Não dá pra negar que o próprio setor de realidade virtual também ocupa uma posição diferente nos dias de hoje, sendo utilizado para atividades mais periféricas e com uma expectativa de adesão bem menor do que a existente na época em que a Oculus foi comprada. O que pode ter motivado Mitchell e buscar outros ares.