Home  >  Inovação

Nvidia bate recorde com inteligência artificial de conversação

Companhia afirma que plataforma proprietária possui treinamento e inferência em lingagem natural mais rápidos do mercado

Da Redação

14/08/2019 às 18h45

Foto: Shutterstock

As chamadas inteligências artificiais de conversação são sistemas focados em melhorar a tecnologia de processamento de linguagem natural (NLP, em inglês) utilizadas pelas máquinas. Basicamente, o objetivo dessas inteligências é criar um modelo capaz de interagir com seres humanos com a mesma velocidade de resposta e processamento de dados que as pessoas de carne e osso possuem. Em um post publicado nessa terça-fera (13/8), a Nvidia, companhia de computação e inteligência artificial, apresentou avanços alcançados por seus produtos.

O destaque fica por conta do BERT (sigla para Bidirectional Encoder Representations from Transformer). O sistema, que já consegue se sair muito bem em tarefas como traduções, análise de sentimentos e classificação sintática, foi treinado em 53 minutos pelo NVIDIA DGX SuperPOD, um supercomputador criado pela empresa para simular atividades, utilizado também em tarefas como treino de carros autônomos e previsão de dados.

A empresa também afirma que o BERT foi capaz de fazer inferências em testes realizados após o período de treinamento. Ou seja: o software foi capaz de, ao analisar as informações aprendidas, conseguir aplicá-las sem que para isso uma programação prévia fosse necessária. Com esses resultados, a Nvidia acredita ter o treinamento e inferência mais rápidos dessa tecnologia, além do maior modelos de treinamento para esse tipo de teste.

Além da meta batida, a empresa de processamento também anunciou ter desenvolvido e treinado o maior modelo de linguagem baseado na tecnologia Transformers, que também utiliza alguns recursos do BERT, só que em uma escala muito maior: com velocidade e capacidade de dados cerca de 24 vezes superior ao modelo usado com o DGX SuperPOD.

Apesar desse tipos de avanços parecerem ainda bem distante da nossa realidade, o ponto válido dessa notícia é que boa parte das descobertas divulgadas pela empresa no setor de NPL podem ser usadas e adaptadas por qualquer pessoa que tiver acesso aos equipamentos de processamento da Nvidia e sua tecnologia de IA para conversação. O treinamento de código usado no BERT, aliás, está disponível para uso no GitHub.