Home  >  Inovação

Com IA e IoT, planta da Lenovo Brasil aumentou produtividade em 23%

Planta foi escolhida para receber investimentos em manufatura 4.0, que já impactaram de forma positiva produção interna

Da Redação

13/08/2019 às 11h57

Foto: Shutterstock

Dentre todas as fábricas que a Lenovo possui no mundo, a unidade localizada em Indaiatuba, no interior de São Paulo, é a única a produzir as cinco linhas de produtos da empresa e a ter um centro de reparos em seu interior, atendendo tanto ao público final como outras empresas. Por conta dessa diversidade de produção, a planta foi escolhida para receber investimentos em manufatura 4.0, que já impactaram de forma positiva a produção interna.

Segundo um comunicado divulgado pela companhia, o uso de recursos de Inteligência Artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT) gerou um reaproveitamento de 23% do potencial de trabalho de estações automatizadas, sendo que a meta é chegar a 30% até 2020.

De acordo com Ricardo Tiltscher, Diretor da Cadeia de Suprimentos, Serviços e Satisfação do Cliente da Lenovo Brasil, o uso das tecnologias permitiu que os colaboradores, ao se comunicarem com os equipamentos conectados, tivessem um desempenho superior nas tarefas diárias. “Não é uma questão de redução de equipe. Com a automação, posicionamos nossos profissionais mais estrategicamente nas estações de trabalho, para que possamos implementar melhores práticas em todas as linhas”, afirmou Tiltscher na nota divulgada.

Além dos investimentos em manufatura 4.0, a Lenovo está investindo em melhorias em outras áreas de negócio. Recentemente, a fabricante inaugurou novas linhas para customização de pedidos de pequeno e médio porte, tanto nas linhas de PCs como infraestrutura de data center.