Home  >  Plataformas

Agora é possível treinar (e demitir) funcionários por realidade virtual

Empresa Talespin criou personagem em VR que ainda aprende a interagir de forma natural com funcionários

Da Redação

11/08/2019 às 13h47

Foto: Shutterstock

Demitir alguém geralmente é uma tarefa difícil para a maioria das pessoas. Pensando em tornar o desafio um pouco menos constrangedor, a Talespin, uma empresa que oferece treinamentos em realidade virtual (RV), criou o Barry, um personagem que tem como objetivo escutar pacientemente o que você tem a dizer até ser demitido. Porém, caso o usuário seja muito ríspido ou tenha atitudes inadequadas, o avatar poderá chorar, gritar ou implorar pelo seu emprego.

De acordo com informações divulgadas pelo MIT, Barry e outros personagens foram desenvolvidos para treinar habilidades de gerenciamento. Apesar de parecer estranho, a realidade virtual está ganhando força como ferramenta de treinamento, já que pode fornecer grande senso de realismo que auxilia no processo de aprendizado.

O maior desafio de Barry, e de outros personagens virtuais, é responder de forma convincente, fazendo com que o profissional sinta que está falando com uma pessoa real. Por enquanto, o personagem segue a um roteiro definido, então não é capaz de interagir de forma natural. De qualquer forma, a expectativa é de que soluções semelhantes se tornem cada vez mais populares nos próximos anos.

"Estamos vendo grande interesse em criar produtos de treinamento em torno de entrevistas, habilidades, conversas difíceis, vendas consultivas, avaliações de desempenho e identificação de práticas recomendadas de diversidade e inclusão, para citar algumas", disse Kyle Jackson, CEO da Talespin, ao MIT Technology Review.

 

 

Tags