Home  >  Inovação

Petrobras vai utilizar novo supercomputador desenvolvido pelo CBPF

Chamada de SciMining, máquina será instalada em breve no Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez, da Petrobras

Da Redação

02/08/2019 às 18h10

Foto: Shutterstock

Foi apresentado nesta semana pelo grupo de Processamento de Imagens e Inteligência Artificial do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no Rio de Janeiro, um supercomputador voltado para a área de Inteligência Artificial (IA). As informações são do site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Conforme destaca o órgão, a nova máquina, que é chamada de SciMining, será instalada em breve no Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez, da Petrobras, para ser empregado em pesquisas avançadas na área de petrofísica da companhia.

Com o nome derivado do termo data mining (mineração de dados) e um design que permite seu uso em diferentes ambientes, o supercomputador pesa 31,7 kg, é refrigerado à água e alimentado por duas fontes de 1.6 mil watts cada.

As especificações técnicas do SciMining incluem 32 núcleos de processamento; 4 teras de disco rígido; 500 gigas de disco de estado sólido (para armazenamento do sistema operacional); 128 gigas de memória RAM (expansível até 1 tera); seis placas de vídeo contendo 26.112 unidades gráficas de processamento; 84 teraflops de desempenho; 66 gigas de memória de processamento gráfico.

Vale notar que, conforme o MCTIC, o projeto da máquina foi desenvolvido ao longo de cerca de 10 meses por uma equipe de especialistas da Coordenação de Desenvolvimento Tecnológico (Cotec), do CBPF.

"O objetivo sempre foi alcançar alta performance com custo bem reduzido, permitindo oferecer ao cientista um grande conjunto integrado para serviços de IA, redefinindo fluxos de trabalho tradicionais de HPC para inovação e ciência", explica Paulo Russano, responsável pelo projeto de engenharia do SciMining.