Home  >  Inovação

Tesla registra perdas de US$408 milhões e vê ações caírem cerca de 10%

Empresa de Elon Musk alcançou marca recorde de 95.200 carros entregues no trimestre encerrado em junho

Da Redação

25/07/2019 às 8h06

Foto: Shutterstock

As ações da Tesla caíram cerca de 10% nesta quarta-feira, 24/7, depois que a fabricante de automóveis elétricos divulgou que registrou perdas de 408 milhões de dólares no segundo trimestre, bem mais do que o esperado pelo mercado. As informações são da CNN.

Apesar disso, vale notar que essa perda no segundo trimestre foi significativamente menor do que a perda que a companhia teve no trimestre anterior,d e 702 milhões de dólares, segundo a rede de notícias.

Além disso, conforme aponta a CNBC, a empresa de Elon Musk registrou uma receita total de 6,35 bilhões de dólares no período, enquanto que a expectativa dos analistas era que a companhia alcançasse 6,41 bilhões de dólares.

Número recorde

Com o resultado do segundo trimestre, em que vendeu um recorde de 95.200 carros, a companhia fechou o primeiro semestre de 2019 com um total de 158.200 veículos entregues.

De acordo com a Tesla, que atualmente possui capacidade para produzir cerca de 7 mil veículos Model 3 por semana, o objetivo é alcançar a marca de 10 mil unidades do Model 3 por semana até o final deste ano.

Para tanto, a organização planeja melhorar a produção em fábricas já existentes nos Estados Unidos, além de ter planos de iniciar a produção do Model 3 na China ainda em 2019.

Durante uma call com analistas, o CEO da Tesla, Elon Musk, também anunciou que um dos fundadores da companhia, JB Straubel, vai deixar o cargo de CTO (Chief Technology Officer) para se tornar um conselheiro sênior.

“Foram 16 anos de muitas aventuras. Isso não representa nenhum tipo de falta de confiança na equipe ou na empresa ou nada desse tipo”, afirmou Straubel, cujas principais responsabilidades serão assumidas pelo atual VP de tecnologia, Drew Baglino.