Home  >  Negócios

Qualcomm é multada em US$ 272 milhões pela UE em investigação antitruste

Com a multa, chega ao fim uma investigação de quase quatro anos da União Europeia sobre a fabricante de chips

Da Redação

18/07/2019 às 21h00

Foto: Shutterstock

A União Europeia (UE) anunciou nesta semana que multou a Qualcomm em cerca de 272 milhões de dólares, conforme informações do The Verge. Com a decisão, chega ao fim a investigação de quase quatro anos da UE sobre a fabricante de chips.

Segundo a Comissão Europeia, a Qualcomm teria manipulado preços de chips na tentativa de gerar desvantagens para a Icera, fornecedora concorrente.

Ainda segundo o órgão, a empresa teria feito uso de seu domínio no mercado para vender as peças a valores abaixo do esperado entre 2009 e 2011.

Ao anunciar a decisão, Margrethe Vestager, comissária de competição da UE, afirmou que “o comportamento estratégico da Qualcomm impediu a concorrência e a inovação neste mercado e limitou a escolha dos consumidores em um setor com grande demanda e potencial para tecnologias inovadoras”.

Atitudes anticompetitivas

De acordo com os resultados da investigação, a Qualcomm vendeu seus chips 3G a preços abaixo do custo para a Huawei e a ZTE. Na ocasião, a Icera estava ganhando espaço no mercado e passou a chamar a atenção do setor, principalmente depois de estabelecer parceria com companhias como LG, Nvidia e Vodafone. Com a ameaça de concorrência, a Qualcomm acabou tomando atitudes anticompetitivas.

A decisão desta quinta-feira, 18/7, é apenas a mais recente de uma série de acusações de práticas antitruste nos últimos anos. No início deste ano, um juiz dos Estados Unidos considerou que a Qualcomm cobra royalties “irracionais” por suas patentes e criticou a oferta de descontos a clientes que concordam em usar exclusivamente seus chips. Essa prática também rendeu uma multa no valor de US$ 1,2 bilhão, emitida no ano passado pela UE.