Home  >  Sem Categoria

Risco de falta de talentos é maior ameaça para empresas de semicondutores

Pesquisa da KPMG também revela que IoT é a aplicação que mais impulsionará a receita mundial desse segmento

Da Redação

05/07/2019 às 13h00

Foto: Shutterstock

A Internet das Coisas (IoT), incluindo casas industriais, conectadas, cidades inteligentes e tecnologias para vestir, é a aplicação que mais impulsionará a receita da indústria mundial de semicondutores no próximo ano fiscal, segundo novo levantamento da KPMG divulgado nesta semana.

De acordo com o estudo em questão, intitulado Global Industry Semiconductor Outlook, o futuro das empresas desse segmento dependerá da evolução das seguintes tecnologias: rede 5G, Inteligência Artificial e transformações no setor automotivo.

A pesquisa também revelou que o aumento dos custos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) é o maior problema enfrentado pela indústria, apesar desta área ter sido apontada também como uma das principais prioridades estratégicas.

Falta de talentos é maior ameaça

Além disso, os entrevistados destacaram que o risco de falta de talentos é a maior ameaça ao crescimento das empresas de semicondutores e que esse cenário resultará em exigências adicionais de clientes, com cadeias de suprimentos potencialmente mais complexas.

Empresas menores

A pesquisa destacou ainda que as empresas menores são cada vez mais a fonte de desenvolvimentos promissores na indústria de semicondutores e estão empenhadas em capitalizar tecnologias revolucionárias para aplicações emergentes. Por outro lado, as empresas de grande porte que participaram da pesquisa revelaram estar preocupadas com o impacto das atuais cadeias de suprimentos na expansão dos produtos conectados.

Como próximos passos, a pesquisa antecipou a necessidade dessa indústria incorporar a segurança cibernética como uma questão de negócios e não apenas de tecnologia, a relevância de ampliar investimentos em pesquisa e desenvolvimento e explorar programas internos para treinar e capacitar corretamente a força de trabalho para preencher a atual lacuna de talentos e habilidades.

Para a nova edição da Global Industry Semiconductor Outlook, foram entrevistados executivos de diferentes regiões, portes de empresas e segmentos da indústria de semicondutores sobre perspectivas futuras.