Home  >  Plataformas

Para além das penalidades: ASG destaca importância da LGPD para negócios

Segundo o General Manager da empresa na América Latina, Paulo Padrão, nova lei pode trazer muitos benefícios para as companhias

Luiz Mazetto

02/07/2019 às 12h00

Foto: Divulgação

Com previsão para entrar em vigor em agosto do próximo ano, a chamada Lei Geral de Proteção de Dados, ou apenas LGPD, que determina regras para coleta e tratamento de dados no Brasil, exigirá mudanças por parte das empresas e órgãos frente às novas exigências.

De acordo com o General Manager da ASG Technologies para a América Latina, Paulo Padrão, é preciso pensar a LGPD para além de eventuais penalidades, uma vez que a legislação também pode trazer muitos benefícios em termos de negócios para as companhias.

“Tudo isso sobre a Lei pode e deve ser traduzido do lado do negócio, para mostrar como se pode usar isso, enquanto cumprindo a lei, em benefício do negócio. Com isso, nós conseguimos agregar muito mais valor aos nossos potenciais clientes”, diz o executivo, que destaca a experiência da ASG no assunto.

Isso porque a organização trabalha desde o início com a chamada GPDR, legislação similar à LGPD que foi implementada em maio de 2018 na Europa. “Quando você vive o início de qualquer processo, aprende muito. Todo esse conhecimento na nossa área de consultoria, engenharia e tudo mais, nos tem permitido fazer esse approach.”

Neste sentido, aponta Padrão, é essencial compreender a complexidade dos dados. “É preciso entender a complexidade dos dados, a linhagem dos dados, para que você consiga prover para essas empresas a informação para que elas possam cumprir a Lei e tomar decisões de negócios.”

Interesse em alta

E, segundo o executivo, as empresas estão abertas a esse pensar além sobre a LGPD. “Temos visto isso, não só nas grandes empresas. Pensamos inicialmente que viria principalmente das grandes empresas neste momento, mas também temos visto isso em empresas médias”, afirma o diretor da ASG, que chama a atenção para o aumento significativo na procura pelos materiais disponibilizados pela companhia sobre o assunto em seu site, incluindo white papers e webinars.

Retrospectiva
Há cerca de dois anos na ASG, Padrão, que possui mais de 30 anos de experiência no mercado de TI, incluindo passagens por nomes como Hitachi, IBM e Infor, se diz muito feliz com o seu momento atual na empresa, que define como especial.

Para exemplificar, o executivo cita um caso que aconteceu no último ano, quando a ASG abriu o prédio da sua sede em Naples, na Flórida, para os moradores da região por cerca de 10 dias depois que a cidade foi atingida por um furacão. “Para mim, isso fala muito sobre a empresa, é algo absolutamente especial, que a gente não vê com frequência.”