Home  >  Inovação

Melhores supercomputadores do mundo recebem atualizações para AI

EUA mantém liderança do ranking dos 500 supercomputadores do mundo, que já conta com 219 máquinas da China

Da Redação

19/06/2019 às 15h00

Foto: Shutterstock

Durante a Conferência Internacional de Supercomputação (ISC), em Frankfurt, foi apresentada a mais recente lista com os 500 supercomputadores mais poderosos do mundo. Na liderança seguem as máquinas norte-americanas, mas o maior número de computadores do ranking ficou com a China, responsável por 219 da lista. As informações são do MIT Technology Review.

Na apresentação, aponta o site, também foram exploradas algumas aplicações de Inteligência Artificial (AI) nas máquinas. O supercomputador da US Summit, primeiro lugar do top 500, por exemplo, foi capaz de executar um modelo de Machine Learning (Aprendizado de Máquina) aplicado à pesquisa climática de forma mais rápida do que qualquer outra máquina. Já o supercomputador ABCI, o mais rápido do Japão, provou que o uso de contêineres da Nvidia permitiu que a máquina executasse modelos de deep learning de forma muito mais ágil.

Ainda sobre as mais recentes conquistas, a fabricante americana de supercomputadores Cray revelou um novo programa que torna mais simples a execução de AI a partir de aprendizado com dados espaciais, incluindo imagens de satélite. Esse novo sistema deverá reduzir significativamente o tempo necessário para treinar as máquinas, tornando aplicações para previsão do tempo e exploração de petróleo ainda mais rápidas.

Apesar dos avanços, especialistas em inteligência artificial afirmam que acessar os supercomputadores ainda é um desafio. Pensando nisso, as fabricantes das máquinas mais potentes do mundo pretendem facilitar o trabalho.

Para os desenvolvedores, esses investimentos serão fundamentais para a prática, já que muitos programas de Inteligência Artificial são executados em grupos de máquinas de menor potência interligadas na nuvem. Dessa forma, se os supercomputadores puderem passar por adaptações para atividades de AI, os avanços no setor deverão ser impulsionados de forma significativa.