Home  >  Inovação

Wavy renova estratégia e foca na experiência do consumidor

Plataforma de customer service omnichannel lidera integração de canais que inclui WhatsApp Business API

Solange Calvo

24/05/2019 às 9h00

Eduardo Henrique CEO da Wavy
Foto: Divulgação

A Wavy, empresa do Grupo Movile, especializada em soluções de comunicação e conteúdo via serviços de mensagens, vira o jogo e direciona a estratégia para customer experience (CX). O objetivo é estar em linha com o novo consumidor hiperconectado e empoderado pelo digital, que passa a desfrutar de uma plataforma em nuvem que integra SMS, WhatsApp Business, chat e Google RCS.

De acordo com Eduardo Henrique, CEO da Wavy, a estratégia é possibilitar às empresas criar experiências surpreendentes para as pessoas, por meio da tecnologia. “Além do produto ou serviço oferecido, o consumidor hoje quer um bom atendimento, informações disponíveis e personalização durante a jornada de compra”, diz.

Na esteira de investimentos do grupo Movile em Inteligência Artificial, a Wavy passa a oferecer a plataforma de customer service omnichannel em cloud, com integração de SMS, WhatsApp Business API, Chat, e-mail, mídias sociais e possibilidade de gestão e transbordo de tickets para atendentes tratarem as exceções que os bots não conseguirem resolver.

Além dessa plataforma adicional, a empresa oferece diferentes soluções como chatbots, serviços de conteúdo para régua de comunicação, e até ferramentas para geração e enriquecimento de leads. Todas possibilitam interações e engajamento dos consumidores com as empresas de forma mais rápida e personalizada.

O novo posicionamento veio acompanhado de uma nova identidade visual. “Na verdade, é uma consequência de todo o processo também de exploração de novos territórios. Mais que uma nova personalidade, a Wavy ganha toda uma plataforma criativa de expressão para a marca com novas imagens e cores, em sintonia com o universo digital”, destaca Henrique.

O avanço do grupo Movile

O grupo Movile foi criado em 2008 no Brasil a partir da fusão de quatro empresas. “Nossa experiência no mercado vem antes disso, desde a época do Startac, da Motorola, lançado em 1996, o primeiro celular com flip do mercado. Nessa época, já tínhamos serviços de SMS para empresas. Os bancos se conectavam na nossa plataforma para fazer disparos para seus clientes”, lembra.

Em 2012, depois de já ter expandido para a América Latina, o grupo deu um importante passo na internacionalização com a abertura do escritório no Vale do Silício (EUA). “A mobilidade estava efervescente, já consolidada por meio do iPhone, lançado em 2007, e os smartphones começavam a se popularizar fortemente em 2011. A comunicação havia avançado, precisávamos nos reinventar, ir além da mensageria simples, sem interação.”

Depois de um ano de aprendizado no Vale, nasceu a inspiração para criar o Playkids, segundo aplicativo infantil mais rentável do mundo, com mais de 180 países usando os seus serviços. Em 2013, o grupo continuou avançando em sua trajetória de inovação e investiu no iFood, serviço digital que media o relacionamento entre usuários e estabelecimentos comerciais. Em um único mês o app totalizou perto de 12 milhões de entregas no País. Ou seja, nada menos do que 138,8 a cada segundo, crescendo por ano a uma taxa média de 140% e está na casa dos 390 mil pedidos atendidos e 9,1 milhões de usuários ativos.

Apostou também na Sympla, uma plataforma de vendas de ingressos para eventos e recentemente na fintech Zoop, empresa de tecnologia para meios de pagamento e serviços financeiros. “A Zoop processa todas as transações que são feitas no grupo Movile, porque cresceu muito, passando a operar como um ecossistema de empresas.”

Na Wavy, que nasceu da mais recente consolidação e transformação dos negócios de mensageria do grupo Movile, o resultado não é diferente. A operação já alcançou mais de 200 milhões de usuários e tráfego de 1 bilhão de mensagens por mês em 10 países diferentes. "Este impacto positivo na vida das pessoas e nos negócios mostra que estamos certos em sempre buscar por mudanças, tendências e inovação", completa o CEO da Wavy.