Home  >  Inovação

Como a Automation Anywhere pretende democratizar a robótica no Brasil

Empresa de RPA pretende quadruplicar negócios no País em 2019. Diferencial da companhia está no uso de interfaces gráficas para automatizar processos

Karen Ferraz

21/05/2019 às 16h09

Foto: Shutterstock

A Automation Anywhere, especializada na robotização de processos (Robotic Process Automation - RPA) comemorou um ano de operação no Brasil com a conquista de mais de 100 clientes, entre eles Vale, Unilever, Banco Votorantim e CPFL. Para 2019, a empresa planeja quadruplicar sua receita no País, no mesmo ritmo de sua expansão global, impulsionada pelo crescimento exponencial do mercado de RPA, que deve atingir US$ 1,7 bilhão até o fim do ano.

Na visão de Edmundo Costa, vice-presidente para América Latina, o que está acontecendo hoje com a robótica é o mesmo que ocorreu nos anos 1990 com as planilhas de cálculo. A robótica elimina o trabalho manual e habilita pessoas para realizarem tarefas de maior valor. “O front office hoje está bem preparado, evoluído e automatizado, mas o back office ainda é muito atrasado”, avaliou.

A visão de “democratização da robótica” da Automation Anywhere é sustentada pela criação de uma área de excelência nas empresas que habilite a automação, uma estratégia que, no final do dia, ajuda no aumento da produtividade das pessoas.

O diferencial das soluções da companhia, avaliada em mais de US$ 2,6 bilhões, está no uso de interfaces gráficas (como caixas de diálogo) para automatizar processos, o que torna mais rápido e fácil a criação e uso de um robô ou bots por áreas de negócios – e não necessariamente por times que têm alto conhecimento de tecnologia.

Atualmente, a empresa sediada na Califórnia (EUA), atua em mais de 90 países e acaba de inaugurar um escritório em São Paulo, que já conta com 50 funcionários. Segundo a companhia, a operação regional, liderada por um escritório em Miami, é uma das que mais crescem globalmente e concentra mercados como Chile, Argentina, México, Peru, Colômbia, além do Brasil.

Automação: eficiência, compliance e novos negócios

Tarefas repetitivas como fazer a leitura de uma nota fiscal e confirmar dados em um sistema chegam a ser realizadas mais de cem vezes por um profissional em sua jornada diária de trabalho. Mas isso não deveria ser realizado por um sistema? Essa é exatamente a proposta da Automation Anywhere.

Segundo o Country Manager Weslyeh Mohriak, essas demandas não existiam inicialmente quando as empresas adotaram seus sistemas e, com o tempo, humanos precisaram preencher lacunas que a tecnologia não era capaz de endereçar. “Implantar um software de automação de processos para resolver esses problemas acaba sendo um alternativa mais rápida e eficaz diante da necessidade de desenvolver novas aplicações ou de comprar novos sistemas”, pontua Mohriak.

Dentre os benefícios experimentados por clientes da companhia que apostaram na automação, estão altos ganhos de eficiência (aumento de produtividade e redução de custos), compliance (redução de erros manuais, por exemplo) e, principalmente, a criação de novas oportunidades de negócios.

Para o maior cliente da empresa na América Latina, o Bancolobia, a cada um dólar investido nas ferramentas o retorno é de 14 dólares. A instituição financeira colombiana já possui um robô em cada uma de suas 900 agências e o plano é aumentar esse número para 20. Outro cliente que merece destaque é o órgão americano responsável pela arrecadação tributária, que utiliza as tecnologias da empresa para automatizar seus processos e mitigar riscos.

Isso não quer dizer necessariamente que os robôs vão substituir as pessoas: a eliminação de tarefas repetitivas libera os funcionários para realizar atividades que envolvem tomadas de decisões e iniciativas mais estratégicas, comenta Mohriak. Uma pesquisa recente realizada pela Automation Anywhere em parceria com a Forrester revela que 72% das empresas que adotam RPA economizaram mais de 50 horas mensais de trabalho por funcionário. Ao mesmo tempo, os benefícios alcançados melhoraram o nível de engajamento e a satisfação dos trabalhadores.

Mercado brasileiro e outras iniciativas

No Brasil, a empresa atua via parceiros, como grandes consultorias como Accenture e Deloitte; via grandes integradoras internacionais e locais; e também por meio de dois canais, IBM e Tech Data.

As ferramentas da Automation Anywhere estão focadas em empresas dos mais diversos portes e segmentos. No Brasil, adoção, por enquanto, é maior por parte de bancos, como Bradesco e Banco Votorantim, empresas de telecomunicação, como Claro e Telefónica, e também farmacêuticas e varejistas. A expectativa nos próximos anos, contudo, é expandir o negócio para novos segmentos, como também para as PMEs, que já podem utilizar uma versão gratuita do software da companhia para a automação de processos isolados.

A demanda por automação, segundo o diretor regional de vendas, Sandro De Camargo, vem especialmente das áreas de negócio, ao passo que a TI atua como um parceiro habilitador dessas tecnologias. Em parceria, essas áreas devem trabalhar para democratizar a robótica em toda organização, promovendo uma cultura de automatização.

Globalmente, a empresa possui uma iniciativa voltada para desenvolvedores de software, ISVs (Independent Software Vendors) e integradores de sistema para gerar receita recorrente de bots na “Bot Store”, um marketplace que conta atualmente com mais de 400 pré-configurados para download. A ideia é facilitar a adoção de bots para determinadas funções, sem necessidade de criar soluções do zero. A mineradora Vale está entre os clientes que mais realizam downloads nessa plataforma.

Além disso, a Automation Anywhere trabalha em parceria com grandes empresas de tecnologia para adicionar capacidades de inteligência artificial e analytics nos processos de RPA, especialmente para setores focados no suporte ao cliente, como operadoras, que precisam processar a linguagem natural para analisar demandas de clientes.