Home  >  Plataformas

Banco digital Next vai se separar do Bradesco

Em entrevista ao Valor, executivo diz que mudança acontecerá ainda em 2019; banco digital deve chegar a 1,5 milhão de clientes até dezembro

Da Redação

19/04/2019 às 11h08

Foto: Divulgação

Lançado em junho de 2017, o banco digital Next será separado do Bradesco até o final de 2019. As informações são do Valor Econômico, que aponta que ainda serão definidos o modelo de separação e os tipos de investidores que a empresa pretende atrair.

De acordo com o jornal, um dos objetivos da mudança é poder visualizar com mais clareza a chamada avaliação de preço (valuation, em inglês) do Next, que atualmente fica “escondida” em meio aos números do Bradesco.

"Uma plataforma digital tem outras métricas, baseadas no crescimento e na capacidade de atrair clientes", afirma ao Valor Maurício Minas, idealizador do Next, que atualmente possui 800 mil clientes ativos - em janeiro eram 550 mil.

Com uma taxa de crescimento de aproximadamente 8 mil adesões por dia, revela o executivo, o Next deve superar a marca de 1,5 milhão de clientes até o final deste ano.

Além disso, o conselheiro destaca que o banco digital ainda opera no vermelho e que deve continuar assim no futuro próximo. "É sinal de que estamos crescendo", afirma.

Um número que ajuda a entender a relevância do Next é que nada menos que 80% dos clientes do banco digital não possuíam nenhuma relação com o Bradesco antes disso – e que 90% vieram de outras instituições financeiras.

Do ponto de vista regulatório, aponta o Valor, a ideia é que o Next não passe a ser um banco, o que encareceria a sua operação, seguindo asism um modelo adotado por muitas fintechs no mercado nacional.