Home  >  Inovação

Sankhya traz ao mercado próxima geração do seu ERP

Empresa acredita no EIP como novo conceito que irá revolucionar o mercado de gestão empresarial

Solange Calvo

10/04/2019 às 12h00

Fábio Túlio da Sankhya
Foto: Divulgação

Na esteira do digital, que segue transformando hábitos e modelos de negócio, a Sankhya, empresa de gestão empresarial, cria o EIP, uma Plataforma de Inteligência Empresarial, que leva o tradicional ERP a outro patamar de conceito, alinhado às exigências da nova economia, tendo como diferencial estratégico ser totalmente focado no usuário, tornando sua experiência inteligente, simples, ágil e colaborativa.

De acordo com Fábio Túlio, diretor de Inovações da Sankhya, o EIP vai muito além de controles administrativos e alerta para o fato de que não substitui o ERP e sim o integra e expande o seu conceito, integrando-se a outras tecnologias como Inteligência Artificial (IA), machine learning, IoT, CRM e BI.

“Somos pioneiros nessa evolução. A expansão do ERP não acontece da noite para o dia. Consumimos cinco anos de estudo para obter essa expansão. Temos vários sinais de vanguarda nas coisas que fizemos e tendo a resposta do mercado nessa ação disruptiva em doses menores”, diz.

O diferencial da plataforma mora no foco massivo na melhor experiência do usuário para proporcionar a conquista dos objetivos de negócio, com ganhos significativos em agilidade, produtividade e integração de recursos tecnológicos. Mas a vantagem vai além de ter todos os recursos em um único lugar. Segundo Túlio, a plataforma orienta o usuário sobre inúmeros procedimentos de acordo com a identificação do seu perfil.

Se o usuário é da área de Compras e deseja saber como está a sua performance, a plataforma traz informações externas. Acessa dados da FGV, resultado da parceria com a Sankhya, e diz como está em relação ao mercado. “Tudo isso e outros dados estratégicos são trazidos no momento certo para o usuário certo.”

É uma integração total e que não vai parar de crescer, avisa Túlio. “Se um funcionário do time ou de área parceira de negócios sai da empresa, a plataforma alerta o usuário para notificar que aquela tarefa deixará de ser feita e precisa ser passada para outra pessoa”, destaca.

E mais: “Ela também disponibiliza treinamentos para aquela tarefa automaticamente para capacitação". E, de acordo com as responsabilidades de cada usuário, respeitando as atribuições de cada área e não se limitando aos dados que estão no ERP. Nenhuma outra plataforma faz tudo isso sozinha, ele diz.

Estrutura da plataforma

O EIP utiliza toda evolução tecnológica disponível, como Inteligência Artificial/Machine Learning, IoT, banco de dados da empresa (ERP), Big Data, plataformas de EAD (ensino a distância), microsserviços especialistas, fintechs, mobilidade, plataformas de colaboração, benchmarking e indicadores de mercado, além de um serviço em nuvem (robô) que monitora a infraestrutura da solução para tomar ações preventivas.

Esse conceito é um caminho sem volta, que se alia a outra inovação que a empresa batizou de EVO (de evolução). “O EVO reconhece o perfil do usuário a partir de um único login. E então ele (usuário) passa a ser conduzido na plataforma, suplantando o ERP tradicional e de maneira inteligente com alertas e orientações específicas da sua função. Esse reconhecimento vai aumentando à medida que informações vão sendo acrescentadas à plataforma”, diz Túlio. Tudo pode ser conectado à plataforma, reitera. “ERP, CRM, BI até nossa assistente virtual (a BIA), fintechs parceiras e muito mais.”

O executivo acredita que esse novo conceito de ERP, que evoluiu para o EIP, irá conduzir cada vez mais o usuário a uma experiência única e apropriada, conectando empresas ao mercado e agregando inteligência nas tomadas de decisões. “Estamos revolucionando o modelo de atuação para estar em linha com o novo consumidor”, finaliza.