Home  >  Sem Categoria

6 soluções que ajudam a organizar a rotina de trabalho das empresas

Com cada vez mais opções disponíveis, soluções digitais também abraçam o mundo corporativo

Da Redação

27/03/2019 às 19h00

Foto: Shutterstock

Em um mundo cada vez mais conectado, as diversas tecnologias que surgem favorecem o compartilhamento e a gestão de informações. Ao mesmo passo, a vida dos empreendedores e gestores de pequenas e médias empresas está mais corrida. No dia a dia, eles vivem uma verdadeira luta contra o tempo.

Mas a tecnologia está aí e é claro que existem soluções voltadas para facilitar o cotidiano das empresas. Com diversos focos, apps e soluções buscam facilitar a vida de quem está começando sua vida como empresário, batalhando para fazer sua marca crescer, ou mesmo para quem já tem uma boa trajetória no comando de uma PME.

Para ajudá-los, separamos seis soluções que podem ajudar na organização da rotina de trabalho da sua empresa:

Evernote: o famoso aplicativo de gestão de informação reúne diversas funcionalidades em um só local. Ele é capaz, por exemplo, de guardar links para leitura posterior e permite pesquisas em sua interface, entre muitas outras funcionalidades. Disponível para vários sistemas operacionais, ele também atua offline e faz sincronização com a nuvem. Por meio da loja de aplicativos própria do app, é possível expandir ainda mais as possibilidades com o utilitário.

Adianta: o grande benefício aqui é a desburocratização de empréstimos. A fintech 100% digital facilita a concessão de créditos para pequenas e médias empresas, por meio da antecipação de recebíveis, ou seja, a antecipação de algum montante que será computado no caixa. Dessa forma, o empresário recebe o valor destinado a sua empresa em muito menos tempo, agilizando e resolvendo questões de fluxo de caixa e com muito mais velocidade.

Qipu: aqui o foco está na organização contábil. Em parceria, SEBRAE e BuscaPé lançaram este serviço que ajuda micro e pequenas empresas em suas obrigações fiscais. Alertas sobre contribuições e arrecadações, por exemplo, são lançados para o dono da PME ficar atualizado em tempo real sobre as finanças de seu próprio negócio. Também é possível fazer o controle financeiro, emitir notas fiscais e lembretes para pagamentos de encargos, como o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), por exemplo. Está disponível para Desktop, Android e iOS.

Arquivei: a plataforma permite que as empresas organizem aquele amontoado de notas fiscais que sempre ficam espalhadas pelo departamento administrativo, além de acessar todas as informações relacionadas a NFes, permitindo um controle e uma gestão completa dos documentos fiscais. A startup baseia-se em uma plataforma que estabelece uma conexão direta com a Sefaz, de onde busca todas as informações das NFs emitidas e recebidas por determinado CNPJ. Com a tecnologia, os usuários têm, ainda, acesso a uma inteligência de negócios específica sobre suas notas fiscais, podendo utilizar estas informações em diversos setores e tomadas de decisão.

Trello: imagine centralizar todas as informações relativas ao seu negócio em uma única tela. Isso permite, por exemplo, abandonar os post-its, as planilhas e os softwares que o empreendedor utiliza. Por meio de cartões, é possível dividir diversas atividades em várias listas e verificar o andamento de tudo em tempo real, simultaneamente. A interface, inclusive, é facilmente personalizável para dar a liberdade ao empreendedor de gerir seu app da maneira que bem entender. Disponível para Desktop, Android e iOS.

Gupy: empreendedores que estão pensando em expandir o seu quadro de funcionários sabem o quanto os processos seletivos são onerosos, desgastantes e nem sempre tão assertivos. Uma opção que pode profissionalizar esta rotina é a Gupy, que oferece uma plataforma de recrutamento com base em inteligência artificial e machine learning para fazer gestão dos candidatos e das vagas, tornando mais eficiente todo o recrutamento. A plataforma oferece a diminuição de 50% no tempo de fechamento de vagas, a redução de até 70% da carga operacional do recrutamento e seleção, além de reduzir, em média, entre 30% e 50% do turnover.