Home  >  Carreira

5 perguntas para o CEO: Anderson Kanno, da Acer Brasil

Executivo fala como a empresa conseguiu manter o crescimento em um ano desafiador

Solange Calvo

18/03/2019 às 8h24

Anderson CEO da Acer Brasil
Foto: divulgação

Desde muito novo Anderson Kanno, CEO da Acer no Brasil, já tinha afinidade com eletrônicos e informática e curiosidade aguçada por tecnologia. “Essa afinidade me ajudou na minha primeira oportunidade de trabalho com Internet no UOL. Depois, mesmo tendo me formado em Administração de Empresas, sempre trabalhei em empresas de eletrônicos e tecnologia como Gradiente Eletrônica, Positivo Informática, nas áreas de Marketing, Inteligência de Mercado e Produtos, até ingressar na Acer Brasil em 2010.”

No comando da Acer Brasil desde 2010, o executivo acredita que conquistou o cargo máximo na empresa em razão das experiências acumuladas durante a carreira e a confiança da alta direção no trabalho que já vinha realizando.

“Como entusiasta por tecnologia, estar em uma posição importante em uma companhia desse segmento era meu sonho no início de carreira. Poder trabalhar para ajudar a levar tecnologia até à casa das pessoas é muito gratificante”, revela o executivo.

A seguir, confira um pouco mais sobre as conquistas e estratégias da empresa em um ano desafiador no mercado brasileiro.

Computerworld – A empresa está muito bem posicionada no mercado de gamer no Brasil com 46%. O que levou a essa conquista?

Anderson Kanno Já era parte da estratégia de crescimento da Acer no Brasil aumentar a participação no segmento gamer e estamos muito felizes com esse resultado. Estamos trabalhando no longo prazo para garantir essa conquista e nosso objetivo é continuar oferecendo bons produtos para o público gamer brasileiro e alavancar ainda mais os bons números das marcas Acer e Predator no País, sempre buscando atender ao máximo às expectativas dos nossos clientes.

CW Brasil – Para o mercado corporativo, qual é a principal estratégia para vencer a forte concorrência e garantir boas posições?

KannoNo mercado corporativo, a Acer aposta em produtos desenvolvidos com alta capacidade de processamento e no design diferenciado. A empresa também traz as principais novidades anunciadas nos eventos internacionais para o público brasileiro, o que coloca seus produtos em um patamar de inovação semelhante aos lançados lá fora.

CW Brasil – Quais são os principais desafios da empresa na era digital, em que a inovação não é uma escolha e em sua área de atuação é vital para atrair a preferência e a fidelidade da marca?

KannoA Acer dá muita importância para a inovação e está sempre atenta às principais novidades do mercado, sendo premiada de forma consistente nos maiores eventos mundiais de tecnologia. Procuramos trazer essas inovações para o Brasil de forma cada vez mais rápida. Exemplo disso aconteceu no ano passado quando a Acer mostrou no Google Cloud Summit São Paulo 2018 produtos inéditos do portfólio com o conceito de nuvem, mercado promissor para os próximos anos.

CW Brasil – Como avalia o mercado brasileiro? O Brasil é um ator de grande potencial no ecossistema de negócios da companhia?

KannoO mercado brasileiro é muito importante para a Acer e 2018 foi muito positivo para a Acer no Brasil. Logo no primeiro semestre do ano, tivemos o lançamento de novos projetores e monitores, além da apresentação de nossa solução de educação na Bett Educar, importante evento de tecnologia da América Latina. Também no primeiro semestre, tivemos lançamentos internacionais de peso, como dos dois Chromebooks Premium de 13 polegadas projetados para uso comercial. Já no segundo, anunciamos a conquista de 46% de participação no setor gamer brasileiro e o lançamento da linha de gadgets Predator. Com o lançamento dessas novas linhas de produto e a diversificação dos canais de comercialização, conseguimos manter um ritmo de crescimento mesmo em um ano muito desafiador.

CW Brasil – Quais são as expectativas para 2019? Parcerias estratégicas em vista?

KannoA expectativa é que os consumidores tenham mais poder de compra e que 2019 seja um ano mais estável economicamente, com reflexo direto no nosso negócio, propiciando crescimento nas categorias estratégicas. A empresa também continuará trazendo as novidades anunciadas nos eventos internacionais para o público brasileiro.