Home  >  Negócios

Canais se preparam para adoção massiva de inteligência artificial

Varejo, bancos e manufatura discreta estão liderando o caminho

James Henderson, da ARN/USA

14/03/2019 às 11h44

Foto: Shutterstock

Canais estão se preparando para uma nova onda de investimentos das empresas em inteligência artificial (AI). O mercado está em plena expansão, com as aspirações de implantação para usuário final se tornando realidade.
De acordo com conclusões da IDC, os gastos mundiais com sistemas de inteligência artificial devem chegar a US$ 35,5 bilhões em 2019, representando aumento de 44% em relação ao ano anterior.

Esse crescimento deve atuar como incentivo para os parceiros das fabricantes desenvolverem ativamente conjuntos de habilidades e práticas de AI, já que as indústrias investem pesadamente em projetos que utilizam recursos de software de inteligência artificial.

De importância para o canal, os casos de uso de inteligência artificial esperados para receber o maior investimento durante os próximos 12 meses são os agentes de atendimento ao cliente automatizados; recomendação e automação de processos de vendas e sistemas automatizados de inteligência e prevenção contra ameaças, totalizando US$ 4,5 bilhões, US$ 2,7 bilhões e US$ 2,7 bilhões, respectivamente.

Conforme revelado pela IDC, cinco outros casos de uso terão níveis de gastos superiores a US$ 2 bilhões em 2019: manutenção preventiva automatizada; sistemas de diagnóstico e tratamento; análise e investigação de fraudes; automação inteligente de processos, e consultores de programas e sistemas de recomendação.

“Gastos significativos em sistemas de inteligência artificial em todo o mundo agora podem ser vistos em todos os setores, à medida que as iniciativas de IA continuam otimizando as operações, transformando a experiência do cliente e criando novos produtos e serviços”, disse Marianne Daquila, gerente de pesquisa da IDC.

“Isso é evidenciado por casos de uso, como automação de processo inteligente, consultores de compras especializados e recomendações de produtos, pesquisa farmacêutica e descoberta excedendo o crescimento médio anual de cinco anos de 38%”, disse.

“O avanço contínuo das tecnologias relacionadas à inteligência artificial vai impulsionar os gastos de dois dígitos em relação ao ano anterior para a próxima década.”

Daquila disse que os gastos globais em sistemas de inteligência artificial serão liderados pelo setor de varejo, uma indústria que deve investir US$ 5,9 bilhões em 2019 em soluções como agentes automatizados de atendimento ao cliente, consultores especializados em compras e recomendações de produtos.

Em seguida, o setor bancário será o segundo maior com investimento de US$ 5,6 bilhões, com foco em sistemas automatizados de inteligência e prevenção contra ameaças, além de sistemas de análise e investigação de fraudes.
Enquanto isso, a manufatura discreta, os provedores de assistência médica e a manufatura de processos completarão as cinco principais indústrias para gastos com sistemas de AI em 2019, de acordo com a IDC.

Analisando mais profundamente, as indústrias que experimentarão o crescimento mais rápido dos sistemas de IA até 2022 são o governo federal e central (44,3%), serviços pessoais e de consumo (43,3%) e educação (42,9%).

Especificamente em tecnologia, o software será a maior área de gastos com sistemas de IA em 2019, com cerca de US$ 13,5 bilhões direcionados para aplicativos e plataformas de software de Inteligência Artificial.

Além disso, a IDC informou que os aplicativos de inteligência artificial serão a categoria que mais devem gastar com AI, com uma taxa anual composta (CAGR) de cinco anos de 47,3%.

Os gastos com hardware, “dominados por servidores”, totalizarão US$ 12,7 bilhões, à medida que as empresas construírem a infraestrutura necessária para suportar esses sistemas de AI.

De acordo com David Schubmehl, diretor de pesquisa da IDC, os clientes também investirão em serviços de TI para ajudar no “desenvolvimento e implementação” de seus sistemas de AI, além de serviços de negócios por meio de consultoria.

Schubmehl disse também que até o final da previsão, os gastos com serviços relacionados à inteligência artificial serão praticamente iguais aos gastos com hardware.

“A IDC observa que os gastos em plataformas de software de AI e aplicativos de AI continuam a aumentar e os tipos e variedades de casos de uso também estão se expandindo”, acrescentou Schubmehl.

“Embora as organizações observem os desafios contínuos com equipes, dados e outros problemas que implementam soluções de inteligência artificial, estão descobrindo que podem ajudar a melhorar significativamente os resultados de suas empresas reduzindo custos, melhorando a receita e proporcionando acesso melhor e mais rápido às informações aprimorando assim a tomada de decisão”.

Olhando para o futuro, a IDC espera que os gastos com sistemas de AI mais que dobrem para US$ 79,2 bilhões em 2022, com uma taxa de crescimento anual de 38% em relação ao período de previsão de 2018-2022.