Home  >  Negócios

Souza Cruz adota serviços NOC na região Cone Sul

Nap IT implementou sistema de monitoramento de rede em 50 unidades da Souza Cruz no País e agora amplia projeto para América do Sul

Da Redação

13/03/2019 às 19h25

Foto: Shutterstock

Ser capaz de identificar e resolver qualquer imprevisto de tecnologia com maior rapidez e precisão. A Souza Cruz, subsidiária da British American Tobacco (BAT) no Brasil, deu um passo importante para resolver essa questão, com o apoio dos serviços de NOC (Network Operation Center) da Nap IT, empresa brasileira especializada em consultoria de redes corporativas e integração de soluções em TI.

Hoje, os serviços permitem à companhia um novo sistema de gestão para a infraestrutura de redes, com dados e suporte ativo para aproximadamente 50 ambientes instalados ao redor do país. Com o sucesso desse projeto, a Nap IT está integrando os mesmos serviços para a BAT nas empresas localizadas na Argentina, Chile, Paraguai e Peru.

Aplicado na monitoria de escritórios, fábricas, fazendas, depósitos e centros de distribuição, o NOC acompanha de forma remota toda a infraestrutura de LAN da Souza Cruz, com gerenciamento e aplicação de mudanças de configuração em dispositivos como controladoras Wireless, Switches, Access Points e Firewalls. O serviço cobre a análise contínua para a identificação e correção de falhas, instalação de atualizações de sistemas e ajustes sugeridos pelo time interno da empresa.

De acordo com o Sérgio Pereira, Technology Services Manager - Southern Cluster Americas, diante de redes cada vez mais complexas e negócios altamente conectados, gerenciar o desempenho da infraestrutura e das aplicações de tecnologia é um dos desafios para uma grande empresa. “Com o serviço NOC, temos suporte e inteligência para identificar e corrigir incidentes de uma maneira mais efetiva ou de forma proativa, evitando ocorrências”, ressalta Pereira.

Entendendo o cenário: os passos para a aplicação do NOC

Visibilidade e gerenciamento remoto de todos os equipamentos, com atendimento especializado para resolução de incidentes. Esse, no caso, é o resultado final esperado pelo cliente, após a implantação de um sistema de monitoria de redes. Porém, para isso acontecer é preciso adotar estratégias que otimizem o atendimento aos chamados e agreguem mais inteligência às ações do dia a dia.

Pensando nisso, Klaus Engelmann, Network Engineer da Nap IT, responsável pelo desenvolvimento do plano de atendimento à Souza Cruz, adotou como estratégia um atendimento dividido em duas etapas: primeiro, realizou um Onboarding, que em um mês levantou todos os dados e orientações sobre o ambiente de rede a ser monitorado; depois, já com toda essa análise em mãos, foi implantado o Go Live, dedicado à aplicação efetiva do sistema de monitoria e gerenciamento da infraestrutura instalada.

“Entre outras práticas e recursos, utilizamos o mapeamento e controle via SNMP (protocolo de gerenciamento de redes), que nos ajudou a levantar o número e as características dos dispositivos conectados ao ambiente. Agora, esse mesmo protocolo fornece dados sobre o desempenho da malha”, explica Engelmann.

Ao aplicar essa estratégia, a Nap IT tem como objetivo fortalecer o entendimento sobre as reais demandas e características exigidas pelo cliente, visando maior assertividade às entregas. “Além de avaliações técnicas, o processo de implantação do NOC inclui também uma série de reuniões diretas com o time da Souza Cruz”, destaca Engelmann.

Com isso, os especialistas da Nap IT puderam identificar as missões críticas das operações atendidas e quais dispositivos demandariam maior atenção.

Os resultados do NOC

Tendo em mãos uma análise documental robusta e a participação do cliente no processo de customização da solução oferecida, a Nap IT pôde oferecer mais inteligência e eficiência ao NOC como um todo. A companhia oferece suporte em Nível 1, com o chamado Quick Fix (monitoramento e aplicação rápida de rotinas de soluções de problemas), e de Nível 2, que adiciona a engenharia de redes especializada ao atendimento.

Marcos Pontes

Os cuidados aos detalhes para a formação do plano de implantação do NOC rendem resultados agora: somente nos primeiros três meses de operação, o monitoramento aplicado já atendeu aproximadamente 120 chamados, todos dentro do SLA definido junto ao cliente e de forma completa.

Além disso, os impactos também têm sido notados fora do território brasileiro, mostrando índices de melhoria da satisfação dos usuários e de performance das operações. “A Souza Cruz já conhecia nosso trabalho e a entrega do NOC só reforçou a qualidade que o corpo de especialistas da Nap IT poderia oferecer. Não por acaso, já estamos trabalhando para replicar esse sistema de monitoramento e gerenciamento para as unidades do CONE SUL, em países como Argentina, Chile, Paraguai e Peru”, complementa Engelmann.

Em fase de implementação, o NOC para outros países da América do Sul vai unificar os procedimentos de gestão de ativos de TI, promovendo maior integração e objetividade aos processos de inovação e manutenção tecnológica, além de manter um padrão global de performance na companhia.