Home  >  Plataformas

Dia do Consumidor: 5 dicas para ter disponibilidade e segurança na nuvem

Google lista recomendações para e-commerces não terem problemas na data

Da Redação

13/03/2019 às 8h11

Foto: Shutterstock

Em 15 de março é comemorado o Dia do Consumidor, data que movimenta o mercado de consumo. Para evitar dor de cabeça, é importante que a loja on-line certifique-se que os seus dados estejam seguros, oferecendo uma experiência de compra mais confiável para os seus clientes e contando com uma infraestrutura adequada para suportar o aumento do volume de acessos.

Em datas sazonais, o comércio precisa se preparar para atender o máximo de demanda possível. Por isso, além de contratar uma infraestrutura moderna com alta capacidade, confiabilidade e desempenho, é importante que contem com soluções que detectem e previnam ataques maliciosos - protegendo as informações dos seus clientes.

O Google Cloud separou cinco dicas para aumentar as vendas e proteger sua empresa de ataques maliciosos nesta data:

1. Latência

É o tempo de espera entre o envio de uma informação para a loja e a chegada da resposta ao consumidor.
Este é um fator primordial para que lojas on-line consigam atender alto volume de vendas. O que é visto como uma grande oportunidade pode ser tornar um pesadelo se o seu servidor não suportar o alto volume de visitas e transações. Quanto mais próximo o servidor, menor o tempo de resposta. Por isso, contrate um servidor que tenha instalações no Brasil.

2. Armazenamento

Contar com um armazenamento flexível para datas sazonais pode ser vital para lojas on-line. O aumento da capacidade de processamento conforme a demanda e a possibilidade de voltar à capacidade anterior sem gerar custos são alguns dos benefícios de estar na
nuvem.

3. Compartilhamento de informações.

Alguns aplicativos e sites têm acesso aos dados dos usuários, por isso é importante entender quais informações são compartilhadas com eles. Certifique-se que seu provedor de cloud esteja atento a isso, fornecendo automaticamente um guia personalizado para melhorar a segurança das contas de e-mail da sua empresa.

4. Análise de segurança com verificação em duas etapas

Prestadores de serviços de computação em nuvem há muito perceberam que apenas uma senha é insuficiente para proteger as contas de usuários, que geralmente utilizam a mesma em vários serviços, podendo colocar todas as suas contas em risco caso algum deles seja comprometido.

Seus colaboradores ou clientes podem ser levados a compartilhar suas senhas sem querer, mais comumente por meio do phishing, uma técnica na qual os invasores fazem com que os usuários acreditem que estão interagindo com um serviço legítimo. Os ataques de phishing são generalizados e muitas vezes eficientes - 91% dos ataques cibernéticos começam com um e-mail de phishing.

Com a verificação em duas etapas, o usuário pode inserir sua senha regularmente e, além disso, será solicitado que ele insira um código enviado por meio de seu telefone com uma mensagem de texto, chamada ou por um aplicativo. É uma das melhores formas de ajudar a impedir que alguém entre na conta, mesmo que a senha tenha sido descoberta.

Detecção pró-ativa de phishing para identificar conteúdo suspeito. É importante que as contas de email estejam aptas para detectar conteúdo estranho, impedindo que e-mails de spam, malware e phishing cheguem à caixa de entrada.