Home  >  Negócios

Como manter sua rede segura no Carnaval?

Mesmo com todos os cuidados, nada está garantido. Confira as principais dicas para cair na folia e não ter dor de cabeça na volta

Ghassan Dreibi*

01/03/2019 às 16h01

Foto: Shutterstock

O Carnaval é, sem dúvida, um dos feriados mais esperados pelos brasileiros. Por quatro dias, boa parte de nós dá uma merecida pausa e aproveita para se divertir, descansar com a família ou viajar. Mas em um mundo pós-transformação digital como o que vivemos, são raros os casos em que estamos realmente desconectados tanto da Internet quanto de nossas empresas, e isso pode gerar riscos em períodos de festas como este.

A rede de uma empresa, como sabemos, não é mais restrita a um ambiente físico, já que também fazem parte da rede os dados dos funcionários, clientes, aplicativos, canais de acesso remoto, entre outros.

E em um período como o Carnaval, esse número de acessos remotos aumenta substancialmente, o que gera um aumento no risco de invasões e infecções por softwares maliciosos. Com isso em mente, vale levar em conta algumas dicas importantes sobre como agir neste período tão sensível:

Soluções de cloud

Em um ambiente mobile/remoto, a pior coisa que pode acontecer é a perda ou roubo de um dispositivo, como o tablet ou smartphone, e com ele, perder também seus dados. Soluções de nuvem controladas impedem isso, armazenando os dados, assim como ferramentas de acesso em servidores que podem ser acessados de qualquer lugar. Além disso, é necessário também estabelecer credenciais de acesso fortes e sempre atualizadas. Ou seja, evite senhas fáceis e habilite a autenticação de dois fatores, que além da senha, pede uma credencial biométrica pelo smartphone, ou um código enviado por SMS quando feito no desktop.

Uso de VPNs conhecidos

VPN (sigla em inglês para Virtual Private Network) nada mais é do que uma rede de acesso que todos nós usamos quando trabalhamos remotamente.

Segundo o Cisco Security Report de 2017, de 3.000 empresas pesquisadas, 75% delas possuíam acessos remotos por VPN suspeito. Isto pode ser uma grande ameaça para a rede da empresa, pois o VPN cria um túnel virtual de conexão diretamente do ambiente externo para o interno, que pode ser utilizado por ameaças. Portanto é necessário que a empresa tenha uma política clara de uso de VPNs e acesso remoto para minimizar os riscos.

cyber_security

Uso de redes sociais

O número de links maliciosos com softwares do tipo phishing aumenta substancialmente durante períodos envolvendo grandes acontecimentos ou festas populares. E as redes sociais são um território vasto para estas ameaças.

Com o Carnaval, o uso das redes sociais aumenta, o que nos torna mais expostos a estas ameaças. Portanto, é importante sempre evitar abrir links duvidosos ou de fontes desconhecidas, principalmente se este acesso está sendo realizado pelo mesmo dispositivo usado para se trabalhar remotamente. Um software malicioso pode, a partir da infecção, roubar as credenciais de acesso e, assim, expor toda a rede da sua empresa a criminosos.

Mesmo com todos os cuidados, nada está garantido. Sendo assim, na hora de voltar ao local de trabalho com o dispositivo usado durante o Carnaval, é importante sempre fazer uma verificação completa de possíveis ameaças ou infecções antes mesmo de se conectar na rede interna. Isso vai prevenir que estas ameaças ganhem uma porta de entrada direta para a rede da empresa. E lembre-se, estas dicas não valem apenas para o Carnaval, mas também para o dia-a-dia de nossas empresas e da vida pessoal. Afinal, com a transformação digital, nunca deixamos de estar conectados.

*Ghassan Dreibi é diretor de Cibersegurança da Cisco para América Latina