Home  >  Negócios

Pure Storage cria oferta nativa em nuvem AWS

Novo conjunto de soluções é primeiro passo da companhia rumo ao modelo híbrido

Da Redação

23/01/2019 às 16h37

storage
Foto: Shutterstock

A Pure Storage, fornecedora de plataforma de armazenamento em flash, firmou sua primeira parceria de cloud pública. A escolhida foi a Amazon Web Services (AWS), ferramenta que executará o Pure Storage Cloud Data Services, conjunto de novas ofertas que rodam de forma nativa na plataforma de nuvem da gigante norte-americana.

A nova oferta é o primeiro passo da Pure Storage rumo ao modelo híbrido. Agora, os clientes podem investir em uma única arquitetura de armazenamento unindo aplicações on-premise e nuvem pública para utilizar os dados de qualquer maneira e local.

Segundo Paulo de Godoy, gerente-geral da companhia no Brasil, a escolha pela AWS foi natural, até porque a própria Amazon é um grande cliente da Pure Storage. Ainda não há um cronograma oficial, mas a tendência é de que parcerias semelhantes sejam firmadas com as outras duas principais plataformas de nuvem pública: Microsoft Azure e Google Cloud. Com isso, a empresa daria um passo rumo ao mundo multicloud.

Os serviços da nova oferta nativa em AWS incluem: Cloud Block Store, um armazenamento em bloco de dados de produção executado diretamente na nuvem AWS; CloudSnap para AWS, proteção de dados baseada na nuvem incorporada do Pure FlashArray; bem como o StarReduce, tecnologia de duplicação nativa em nuvem, projetada para permitir backup de maneira rápida e econômica para AWS S3 storage.

O CloudBlock Store ainda está em versão beta pública e será disponibilizado em meados de 2019. Caso parecido do StorReduce, que está em "beta público limitado" e será lançado ainda no primeiro semestre deste ano. Já o CloudSnap está disponível globalmente.

Evolução

Godoy comenta que o principal diferencial da Pure Storage em relação aos concorrentes é que o sistema da companhia evolui, sem que o cliente precise comprar novos modelos. O carro-chefe é o FlashArray, ferramenta de armazenamento totalmente em flash.

A versão mais recente é a nova linha de produtos FlashArray, apresentada no final do ano passado, que oferece all-NVMEe Shared Accelerated Storage, com boa relação custo-benefício para cada carga de trabalho. A nova linha FlashArray X visa agilizar a operação de bancos de dados, ambientes virtualizados e conteinerizados, testes e desenvolvimento de aplicativos web – tudo sem custo adicional em relação ao FlashArray M, com base na capacidade efetiva.

Para este ano, o plano é iniciar o modelo de vendas as a service (SaaS). A expectativa inicial era disponibilizar o serviço no ano passado, mas a empresa esbarrou em problemas fiscais.

Com quase 6 mil clientes globalmente, a Pure Storage bateu a marca de US$ 1 bilhão de faturamento global. A companhia não abre números locais, mas o Brasil - que teve início das operações em 2014, cinco anos após a fundação - não lidera a América Latina em termos de volume de negócios. Otimista com o novo cenário econômico, Godoy comenta que o País tem potencial para liderar e é um dos focos para este ano.