Home  >  Segurança

5G: benção ou maldição para segurança? Depende para quem você pergunta

Novos padrões devem corrigir falhas de segurança do passado

Bruna Wells*

17/01/2019 às 8h04

5G
Foto: Shutterstock

O 5G está aí. Com velocidade rápida e baixa latência, ele está prestes a mudar a maneira como usamos a tecnologia para sempre. E à medida que esses desenvolvimentos fascinantes se desdobram, a segurança terá que passar por mudanças significativas também. Mas a chegada da tecnologia 5G será um benefício ou apresentará um novo conjunto de problemas para o setor?

Se você pesquisar o assunto, irá encontrar opiniões conflitantes. Um estudo realizado pela Ericsson afirma que a segurança foi construída no 5G a partir do zero; por outro lado, o relatório da Inverse alerta que a onda inevitável de internet das coisas (IoT) do 5G poderia criar enormes problemas de segurança.

Existe motivo para preocupação?

Prepare-se para grandes upgrades

Vamos começar com os pontos positivos. Considerações de segurança à parte, é difícil não se encantar com as possíveis aplicações que a 5G será pioneira. Hologramas via celular? De acordo com a tecnologia apresentada pela Vodafone, confere. Realidade aumentada (AR) e realidade virtual (VR) em uma rede móvel? Possível. O mesmo vale para os automóveis autônomos e medicina remota (não seria telemedicina?), segundo AT&T e Verizon.

Quanto à segurança, cinco propriedades das redes 5G merecem destaque: resiliência, comunicação segura, gerenciamento de identidade, privacidade e garantia de segurança.

Diferenças e riscos da mudança de jogo

As ramificações de segurança da 5G ainda são um trabalho em andamento. Um aspecto de segurança que se destaca, no entanto, é o fatiamento da rede.

Trata-se da capacidade de diferentes redes e serviços compartilharem a mesma infraestrutura continuando isolados e independentes uns dos outros, principalmente com relação aos dispositivos que processarão informações confidenciais da segurança pública, infraestrutura crítica e assistência médica.

Escale a segurança para o crescimento rápido

Devido a essas mesmas qualidades, a escalada de dispositivos de IoT é iminente e isso expandirá a superfície de ataque já superdimensionada. Há uma séria preocupação comercial de que essa tecnologia permitirá a adição de bilhões de dispositivos conectados, potencialmente sem o isolamento adequado da rede, segmentação ou um sistema compartilhado de verificação e confiança.

Dessa forma, o 5G pode se tornar uma tecnologia que possibilita ataques maiores e mais destrutivos. É importante que o 5G não se torne um facilitador de ataques - pense em botnets maiores, vazamento mais rápido de dados e violação de privacidade.

Se você acha que estamos enfrentando problemas de privacidade agora, o 5G pode amplificar as coisas. Considere todos os dispositivos IoT que já conectamos às redes domésticas e empresariais. Todas as câmeras e dispositivos de segurança que esperamos nos protegerem podem nos tornar mais vulneráveis.

Como construir segurança next-generation para a tecnologia 5G

O que as empresas podem fazer para se prepararem para essa nova tecnologia? Em primeiro lugar, como qualquer tecnologia, aceitar com cautela. Não importa o quão conveniente pareça conectar algo à rede, é essencial garantir uma implementação segura acima de tudo.

Se ela não fornecer alto nível de isolamento e segmentação do resto do mundo, ela não deve ser adotada sem as mitigações adequadas, já que provavelmente aumentará a superfície de ataque e os danos. Valo destacar que tecnologias de cidades inteligentes e setores críticos de infraestrutura, como transporte, serão os principais alvos.

Para a segurança do 5G ser eficiente, novos padrões devem corrigir as falhas de segurança do passado. Se eles não conseguirem, adotar essa tecnologia deve ser entendida como a aceitação de um risco maior.

A tecnologia requer monitoramento constante e falhas de infraestrutura podem ser muito prejudiciais. Precisamos entender que, quanto mais conectados estamos, mais vulneráveis somos. Que não haja confusão: como uma nova tecnologia, a segurança embutida e em torno de 5G é impressionante. O problema é que todos os benefícios trazidos também expõem e aumentam os problemas de segurança que enfrentamos desde o boom das pontocom.

*Bruna Wells é diretora de canais para a A10 Networks no Brasil

Tags