Home  >  Negócios

Apenas 6% das empresas brasileiras se consideram líderes digitais

Levantamento mostra o progresso da transformação digital e examina as expectativas e medos digitais dos líderes empresariais

Guilherme Borini

16/01/2019 às 12h48

Luis Gonçalves - Dell
Foto: Guilherme Borini

Apenas 6% das empresas brasileiras são consideradas líderes digitais, com processos de digitalização enraizados no negócio. É o que aponta estudo divulgado nesta quarta-feira (16/1) pela Dell Technologies, que mapeou, em parceria com a Intel, o progresso da transformação digital de empresas de médio e grande porte em 42 países. Foram ouvidas cerca de 100 companhias em cada país, entre eles o Brasil.

O levantamento mostra o progresso da transformação digital das empresas consultadas e examina as expectativas e medos digitais dos líderes empresariais nos próximos cinco anos. Segundo o estudo, 14% dos profissionais brasileiros acreditam que sua organização vai se esforçar para atender às demandas dos clientes, enquanto 26% dos respondentes temem que suas empresas sejam ultrapassadas pela concorrência.

Luis Gonçalves (foto), vice-presidente Sênior e Gerente Geral da Dell EMC Brasil, destacou que a transformação digital é uma grande oportunidade, mas, ao mesmo tempo representa ameaça para quem não correr atrás e se adaptar. "Se não houver comprometimento com investimentos digitais, mesmo aqueles com recursos podem se transformar em retardatário", alertou o executivo, durante conversa com jornalistas nesta quarta-feira, na sede da companhia, em São Paulo.

Apesar do nível de digitalização ainda ser baixo, o estudo mostra que a maior parte das empresas brasileiras (70%) já conta com planejamento e investimentos para digitalizar os negócios, sendo que 37% contam com um plano digital maduro e investimentos em inovação, enquanto 33% investem de forma gradual e com maior cautela.

No entanto, muitas empresas ainda se movem muito lentamente (22%) ou nem sequer tem um plano digital em vigor (2%) - dados que mostra o quanto trabalho ainda precisa ser feito.

Barreiras

Mas quais os principais entraves para a transformação digital de fato decolar nas organizações brasileiras?

Entre os decisores brasileiros, o estudo identificou que 86% dos respondentes os seguintes itens como preponderantes: Regulamentação ou mudanças nas leis (33%); Preocupações com privacidade e cibersegurança (31%); Sobrecarga de informação (30%); Fraca governança digital e estrutura (26%); Falta dos conjuntos de habilidades e conhecimentos internos adequados (24%).

Para 82% dos líderes empresariais brasileiros, as iniciativas devem ser mais difundidas em toda a organização (em comparação com 76,3% em 2016). Apenas 15% acreditam fortemente que estarão na posição de incomodar em vez de serem incomodados pela concorrência, em cinco anos.

Tecnologias no radar

Questionados sobre quais tecnologias estão no radar da sua empresa, os respondentes citaram tópicos como: multicloud (62%), cibersegurança (61%), internet das coisas (57%)

Um número menor de empresas está planejando experimentar outras tecnologias emergentes, com 43% em realidade virtual e/ou aumentada (VR/AR), 38% sinalizando investimentos em blockchain e 25% em computação quântica.