Home  >  Plataformas

O que a Microsoft planeja para o TypeScript em 2019

Saiba tudo que está no roadmap da linguagem de programação open source criada pela empresa de Redmond

Paul Krill | InfoWorld (EUA)

14/01/2019 às 9h37

Foto: Shutterstock

As prioridades da Microsoft para o TypeScript nos primeiros seis meses de 2019 incluem: aprimorar o sistema core, aumentar a produtividade e melhorar o linting (processo de análise de código que sinaliza erros potenciais ou uso suspeito de código).

O roteiro do TypeScript da Microsoft, no entanto, não é um compromisso com a entrega de recursos, observou a empresa.

O TypeScript é uma linguagem de programação open source criada e mantida pela Microsoft. O superconjunto de JavaScript desenvolvido pela empresa de Redmond adiciona tipagem e alguns outros recursos a linguagem.

Sistema core

Para o sistema central, o objetivo da empresa é modelar estatisticamente os padrões em JavaScript de maneira considerável, ao mesmo tempo em que pretende reforçar a correção e impedir erros. Os recursos adicionados à especificação do ECMAScript subjacente ao JavaScript significam que o TypeScript tem de evoluir com ele. As prioridades do TypeScript e do core system incluem:

- Ativação de padrões JavaScript populares de uma maneira segura para o tipo.
- Maior expressividade.
- Implementação de recursos do ECMAScript.
- Configurações mais rigorosas.

TypeScript muito além de TypeScript

Com a base de usuários agora incluindo o ecossistema JavaScript como um todo, o TypeScript não é mais apenas para o TypeScript. Com isso em mente, as prioridades da Microsoft incluem:

- Uma transição mais suave para o TypeScript.
- Entender padrões mais dinâmicos.
- Melhorar a edição do JavaScript.
- Automação para adicionar tipos de JSDoc.

Integração de ferramentas de produtividade

Para produtividade, os objetivos da Microsoft incluem:

- Correções rápidas “proativas”.
- Correções de arquivos de declaração e refatorações.
- Facilitar a migração para o TypeScript e o JavaScript digitado.

ESLint versus TSLint

Também estão sendo considerados os aprimoramentos para o linting. A Microsoft planeja contribuir com o suporte do TypeLink do ESLint para deixá-lo em paridade com o TSLint. O repositório do TypeScript mudará para o ESLint.

Velocidade e escalabilidade

Para velocidade, estabilidade e escalabilidade, as prioridades incluem:

- Solucionar problemas de desempenho, incluindo rastreamento e correção de regressões, como regressões de tempo de emissão e preocupações de desempenho no IDE do Visual Studio.

- Descarregamento automático de projetos no servidor autônomo do TSServer para o TypeScript.

- Melhorias contínuas em projetos compostos, para a criação de projetos de colocação para cenários como monorepos e aplicativos sem servidor. O suporte é planejado para a troca automática de projetos dentro e fora para economizar memória.

Para as experiências de linha de comando, as operações do serviço de programação na linha de comando estão sendo consideradas. Os usuários pediram maneiras de acionar operações como “organizar importações” e aplicar automaticamente transformações de código usadas por correções rápidas e refatorações.

Erro e tipo de display UX

A experiência do usuário com erro no TypeScript fornece uma maneira de os desenvolvedores compreenderem o que o sistema de tipos está fazendo. Mas o UX não acompanhou os avanços no sistema. Os planos exigem priorizar mensagens de erro enganosas que os usuários arquivem e repensem as mensagens “mais assustadoras”. Além disso, as mensagens de erro podem ser mais acessíveis nos editores, com os usuários vendo uma explicação completa de um erro sob demanda.