Home  >  Carreira

CEO da Accenture renuncia ao cargo por motivos de saúde

Pierre Nanterme, que assumiu o comando em janeiro de 2011, foi diagnosticado com câncer de cólon em 2016

James Henderson | New Zealand Reseller News

14/01/2019 às 8h49

Foto: Divulgação/Accenture

Pierre Nanterme, CEO global da Accenture, está renunciando ao cargo por motivos de saúde. O CFO David Rowland foi apontado para a posição de forma interina.

Nanterme, que assumiu o comando em janeiro de 2011, foi diagnosticado com câncer de cólon em 2016, e agora decidiu deixar o cargo para se dedicar ao tratamento.

Em nota, o executivo afirmou que tem a honra e o privilégio de servir as pessoas e os clientes da Accenture durante toda a carreira de 36 anos, "e nunca estive mais confiante em nossa estratégia de negócios, equipe de liderança e pessoal."

“Sei que o envolvimento significativo de David no desenvolvimento e entrega de nossa estratégia de crescimento para mudar nossos negócios para novas áreas de alto crescimento de digital, nuvem e segurança - e seu mandato como líder sênior altamente respeitado e desenvolvedor de talentos - fará essa transição desatado. Esta é a decisão certa para minha família e para mim, para que eu possa me concentrar na minha saúde."

Após o anúncio, a Accenture também nomeou a diretora independente Marge Magner como presidente não-executiva do conselho da empresa.

“Pierre está deixando o cargo depois de uma carreira notável na Accenture”, disse Magner.

“Em nome do conselho, agradecemos a Pierre por sua liderança e papel visionário na transformação da empresa para liderar em um mundo digital. Olhando para o futuro, David é a escolha certa para atuar como CEO interino. David traz um profundo conhecimento dos negócios da Accenture, do mercado global e do ambiente competitivo - juntamente com seu compromisso incomparável de gerar valor para nossos clientes, nossos funcionários e nossos acionistas", completou a executiva.

Rowland, por sua vez, será substituído por KC McClure, que atualmente lidera as operações financeiras da companhia.

A companhia informou que não haverá mudanças em suas perspectivas de negócios para o segundo trimestre e para o ano fiscal de 2019.