Home  >  Negócios

Com Mercado Eletrônico, Nortel otimiza gestão de pedidos e corta custos

Empresa vai otimizar o serviço agilizar o volume de 500 mil pedidos por mês

Da Redação

23/07/2018 às 17h01

Foto: Shutterstock

A Nortel - empresa do Grupo Sonepar com mais de 50 anos de atuação no mercado de distribuição de suprimentos para instalação, manutenção, reparo e operação (MRO) - investiu na integração de seus pedidos de compras com a plataforma do Mercado Eletrônico para garantir eficiência no volume de vendas.

A companhia iniciou o projeto de integração dos pedidos com um de seus principais clientes, a Manserv, e, até o momento, a ação gerou um aumento de produtividade estimado em 35%, além de uma redução de custos de 40%.

A ideia da companhia foi ganhar eficiência e reduzir trabalhos operacionais. Segundo Cezar Freire, coordenador de sistemas e negócios do Grupo Sonepar, a empresa vai otimizar o serviço para a Manserv e agilizar o volume de 500 mil pedidos por mês com eles.

Antes da integração com o Mercado Eletrônico, os pedidos de compras dos 500 mil produtos cadastrados em seu sistema eram digitados manualmente no ERP. “Agora, conquistamos mais acuracidade e menos erros. Agilizamos o processo em 30%, reduzindo em 75% o tempo gasto digitando os pedidos no ERP, e conseguimos realocar parte da equipe para funções mais estratégicas”, comenta Paulo Teles, diretor de TI do Grupo Sonepar.

Além da evolução na produtividade, em sete meses de projeto, a Nortel também percebeu melhorias na satisfação do cliente. De acordo com Teles, a integração, que corresponde a cerca de 4 mil pedidos, afetou diretamente o lead time do processo de vendas em cerca de 72 horas. “Os itens chegam mais rápido e corretos, e a taxa de devolução, causada por erros de digitação dos pedidos no ERP, diminuiu em 40%", calcula.

Os próximos passos do Grupo Sonepar incluem realizar o rollout do projeto para integrar os pedidos de outros grandes sete clientes e implementar a solução nas outras empresas do grupo: Centelha, Dimensional, DW, Eletronor e Etil. Segundoo diretor de TI do Grupo Sonepar, a ponte já está construída. “Basta replicar o modelo nas demais empresas do grupo e colher os resultados”, finaliza.