Home  >  Carreira

Vaivém: principais mudanças no comando de empresas de Tecnologia em 2018

Computerworld Brasil reuniu as principais mudanças, tanto em termos globais quanto locais

Da Redação

26/12/2018 às 9h05

Foto: Divulgação

O ano de 2018 trouxe diversas novidades em termos de inovações e serviços vindo de empresas do setor de Tecnologia. Além disso, as tradicionais movimentações de executivos também foram notícia.

A Computerworld Brasil reuniu as principais mudanças, tanto em termos globais quanto locais. Relembre:

Google Cloud

Diane Greene, então CEO do Google Cloud, anunciou em novembro que deixaria o cargo após três anos no comando da empresa.

A decisão foi anunciada pela própria executiva em um post no blog do serviço, em que os motivos da saída não ficam claros. Publicações especializadas, como o portal The Information, alegam crescentes tensões entre a CEO e outros executivos seniores do Google, diante de resultados abaixo dos esperados em um de seus mais importantes novos negócios do Google: os serviços IaaS.

Quem assumiu o cargo é o ex-Oracle Thomas Kurian.

Telefônica Vivo

A Vivo terá novo presidente a partir de 1º de janeiro de 2019. Christian Gebara, que conta com mais de oito anos liderando as operações da marca Vivo no Brasil e quatro na Telefónica, em Madri, é o escolhido para ocupar o lugar de Eduardo Navarro.

Navarro, por sua vez, continua na presidência do conselho da Telefônica Brasil e será Global Director for Comms, Brand, Public Affairs & Sustainability, reportando-se ao Chairman e CEO do Grupo, Jose Maria Alvarez-Pallete. Segundo comunicado enviado pela operadora, Navarro seguirá apoiando a Vivo em temas institucionais e regulatórios.

Cielo

A Cielo anunciou no dia 26/10 a nomeação de Paulo Rogério Caffarelli como presidente da companhia. O executivo, atualmente presidente do Banco do Brasil, assume a vaga deixada por Eduardo Gouveia, que renunciou ao cargo em julho.

Palo Alto Networks e Symantec

Em agosto, Arthur Capella anunciou que não seria mais country manager da Palo Alto Networks no Brasil. O executivo assumiu o cargo há seis anos e meio e iniciou as operações da companhia no País.

Capella anunciou a saída em um post na sua página do LinkedIn, após o fechamento dos resultados do ano fiscal. "Ontem fechamos outro ano fiscal fantástico. Resultados impressionantes, uma equipe muito forte (a melhor equipe da qual eu tive a chance de fazer parte), excelentes parceiros de negócios e grandes clientes que nos motivam a trabalhar melhor diariamente", disse.

Dois meses depois, Marcos Oliveira, ex-Symantec assumiu o cargo deixado por Capella.

 

Cubo

O Cubo, centro de inovação e fomento a startups criado pelo Itaú Unibanco, anunciou em novembro a primeira mudança de comando desde que foi lançado.

Flavio Pripas, então líder do Cubo, deixa o cargo e assume a posição de Corporate Venture Officer na Redpoint eventures, fundo de investimento parceiro do Itaú para criação do Cubo.

"Foram quatro anos muito intensos e fico muito orgulhoso do resultado que alcançamos. Não tenho como agradecer a todos que participaram desta jornada porque, com certeza, esqueceria de alguém", escreveu Pripas, em post no seu LinkedIn.

Segundo Pripas, quem assume a posição de Head do Cubo é Renata Favale Zanuto, até então Head de startups.

 

Relembre outras movimentações de impacto:

Mauricio Prado, ex-Salesforce, assume como VP de apps na Oracle

Veritas define nova liderança e traça meta ambiciosa para o Brasil

Ideval Munhoz deixa comando da T-Systems no Brasil

Alessandra Martins é a nova country manager da Infor Brasil

CEO da Multilaser deixa cargo para se dedicar à Secretaria da Educação no Paraná

Hitachi Vantara tem novo country manager no Brasil

Lenovo tem novo gerente-geral da operação de Data Center no Brasil

 

Tags